Publicado em 30/04/2013 as 12:00am

Bovespa fecha a terça em alta, mas acumula a 4ª queda mensal seguida

Ibovespa teve alta de 1,86%, a 55.910 pontos. Em abril, contudo, a bolsa acumulou queda de 0,78%.


A Bovespa encerrou o pregão desta terça-feira (30) em alta, impulsionada pelas ações de petrolíferas e de bancos, mas fechou abril com a quarta queda mensal consecutiva.

O Ibovespa teve alta de 1,86%, a 55.910 pontos. No mês, contudo, a bolsa acumulou queda de 0,78%.  Em 2013, o desvalorização do índice chega a 8,27%.

O mercado foi influenciado pelo dado de confiança do consumidor dos Estados Unidos.

"Os mercados abriram fracos hoje, com espera por decisão do Fed (o banco central dos Estados Unidos) amanhã (quarta-feira), que é feriado aqui, e do Banco Central Europeu na  quinta-feira, para ver se vai ter maior flexibilização monetária", disse o sócio na Órama Investimentos Álvaro Bandeira, à Reuters.

No mercado interno, a ação da Embraer ficou entre os destaques de atla, com ganho de 6,64%. A fabricante de aviões divulgou resultado mais fraco que o esperado, mas o anúncio de um pedido de pelo menos 30 novos  aviões da United Airlines impulsionava os papéis da companhia. Os maiores ganhos da sessão ficaram por conta da JBS, com elevação de 7,04%.

As ações da Ambev também estavam entre destaques de alta, com ganhos de 5,80% no dia. A fabricante de bebidas teve lucro de R$ 2,34 bilhões no primeiro trimestre, um leve aumento de 1,3% na comparação com igual período de 2012, mas abaixo do esperado por analistas em meio a um mercado de cerveja atingido por pressão sobre a renda disponível dos consumidores no Brasil.

Na outra ponta, a maior queda foi da OGX, de 10,14%.

Fonte: www.globo.com