Publicado em 12/09/2013 as 12:00am

BNDES estima de 30% a 70% de investimento privado em concessões do governo

BNDES estima de 30% a 70% de investimento privado em concessões do governo


O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, estimou de 30% a 70% de investimento privado no pacote de concessões do governo, mas disse que "o céu é o limite". Segundo ele, se o apetite do mercado for grande há espaço para esse percentual ser maior.

De acordo com Coutinho, o banco estatal terá papel relevante. No entanto, há uma negociação em curso para formar um consórcio entre o BNDES e bancos privados para financiar as concessões --vistas pelo governo como uma forma de destravar a infraestrutura do país, apontada com um dos gargalos para o crescimento sustentado do PIB no longo prazo.

Coutinho afirmou que o custo do crédito para o pacote de concessões ainda está sendo definido, e que a negociação está a cargo da Fazenda. Um lote de rodovias está previsto para ser licitado na próxima semana.

Do pacote do governo, as concessões tidas como mais problemáticos são ferrovias e portos.

Nas linhas de crédito do banco estatal para projetos dessa natureza que o governo quer estimular, a taxa de juros para rodovias, por exemplo, é de TJLP (taxa de referência dos empréstimos do BNDES, hoje), mais um adicional de 2% (o chamado spread bancário), com prazo de pagamento de 25 anos. O banco financiará até 70% do empreendimento.

O ponto que complica a negociação com as instituições privadas é justamente a remuneração dos empréstimos --as taxas são consideradas baixas para projetos que vão começar do zero, nos quais o risco é maior.

Segundo o presidente do BNDES, a formação de um consórcio de bancos vai "descomprimir" o orçamento do BNDES e permitir que o banco financie com mais folga de caixa outros setores.

Coutinho já tinha afirmado que o BNDES precisa de um novo aporte do Tesouro para cumprir sua meta de empréstimos para 2013. Os recursos disponíveis eram suficientes apenas para suprir a demanda por crédito até o terceiro trimestre.

Fonte: www.uol.com