Publicado em 22/09/2013 as 12:00am

Conversar com mais franqueados é fundamental para escolher rede

Conversar com mais franqueados é fundamental para escolher rede

Antes de se decidir pelo investimento em uma franquia, é recomendável falar com outros franqueados, O objetivo é verificar como o negócio funciona na prática.

Por lei, a franqueadora deve fornecer o telefone das pessoas que formam a rede, diz o diretor executivo da ABF (Associação Brasileira de Franchising), Ricardo Camargo.

"Muita coisa não é séria nesse meio. É importante ver se a empresa tem uma sede, como ele vende e se oferece treinamento."

Além disso, o candidato deve ler atentamente a circular de oferta -documento em que a franquia define o que será oferecido ao franqueado e as obrigações dele.

Segundo o consultor Marcelo Cherto, quem entra em franquias muito baratas tem como hábito esperar pouco suporte.

"O franqueado não paga quase nada, então o comprometimento e a exigência dele em relação à marca são baixos. Muitas vezes franqueado e franqueadora acabam esperando pouco um do outro", opina.

Cherto também sugere mais cuidado para se entrar em redes que demonstram um crescimento muito acelerado, o que pode significar que há pouco critério na seleção.

"Se a marca cresceu de 0 para 600 franquias em um ano, é preciso olhar com cuidado. Com que estrutura e suporte está sendo levado esse processo?"
como vender

Nadia Korosue, da consultoria Goakira, diz que, no caso específico das franquias virtuais, na maioria dos casos não é necessário ter conhecimentos avançados de tecnologia. Entretanto, é bom ser familiarizado com o uso de internet.

"A maioria das empresas oferece treinamento virtual, mas o suporte varia bastante. Algumas oferecem uma carteira de clientes da região, lista para e-mail marketing ou orientação para fazer anúncios em sites de busca", conta.

Fonte: www.uol.com