Publicado em 12/02/2014 as 12:00am

Câmara dos EUA aprova aumento do teto da dívida até março

Câmara dos EUA aprova aumento do teto da dívida até março


A Câmara dos EUA aprovou por 221 votos a 201 o aumento do limite da dívida até março de 2015 e sem impor condições, nesta terça-feira (11).

O aumento do limite do teto da dívida dos EUA permite que o governo continue realizando seus gastos e pagando suas dívidas, apesar de ter atingido o valor máximo permitido pelo Congresso. No ano passado, não houve essa autorização, o que fez com que inúmeros serviços e atividades do país, que dependem de servidores públicos, deixassem de funcionar.


O limite legal da dívida, elevado em outubro depois de uma dura batalha parlamentar, foi alcançado novamente na sexta-feira (7) e o Tesouro alertou que não poderia continuar funcionando até o final do mês sem uma nova autorização para contrair nova dívida pelo Congresso.

Segundo o porta-voz da casa, John Boehner, os republicanos concordaram em fazer uma concessão política, afastando o risco de uma nova suspensão de pagamentos do país depois de 27 de fevereiro.

O acordo sobre o limite da dívida consolida outras negociações que ocorreram entre democratas e republicanos sobre o orçamento, em dezembro e janeiro, e coloca fim a três anos de bloqueio político em Washington.

Quando o aumento dos gastos não é liberado, o país é visto com desconfiança, tendo de pagar mais juros pelos empréstimos feitos, o que acaba impactando também outros países, já que os juros pagos nos EUA são referência para o resto do mundo.

Fonte: (g1)

Top News