Publicado em 14/11/2014 as 12:00am

Programa incentiva empresários a abrir empresas nos EUA

Um programa que existe desde 1990 incentiva os empresários estrangeiros a abrir empresas em solo americano, uma opção para quem quer ter o próprio negócio no exterior.

Um programa que existe desde 1990 incentiva os empresários estrangeiros a abrir empresas em solo americano, uma opção para quem quer ter o próprio negócio no exterior.

O Fábio era publicitário, mas decidiu largar tudo para montar o seu próprio negócio e logo de cara nos Estados Unidos!

“Tem uma mudança cultural, uma mudança física, um distanciamento da família, até uma mudança de ramo de atividade no meu caso. Dá um frio na barriga, mas vamos fazer as coisas bastante cautelosas e com olhar profissional para que eu acerte meu empreendimento”, conta o empresário Fabio Simão.

A padaria que o Fabio pretende montar nos Estados Unidos é uma franquia em que o cliente faz o pedido em uma janela e retira na outra.

No modelo de franquia brasileira, os pães chegam prontos e congelados. Na loja, eles vão para o forno. Essa logística reduz a área construída, a quantidade de máquinas e o uso de mão de obra especializada.

“Existe uma cultura, mais instalada nos EUA até que no Brasil, que propicia uma adequação desse modelo de negócios rápida, além da gente ter um mercado demandante lá brasileiro e latino bastante interessante para produtos como esse”, diz Fabio.

Fabio foi atraído pelo programa EB-5, que incentiva o empreendedor estrangeiro a investir de US$ 500 mil a US$ 1 milhão em uma franquia nos Estados Unidos. A empresa deve gerar pelo menos dez empregos para trabalhadores norte-americanos.

O empreendedor tem dois anos após a concessão do visto provisório para comprovar a criação dos empregos. Depois desse período, ele pode dar entrada no Green Card, que é o visto permanente, concedido para o empresário, cônjuge e filhos solteiros até 21 anos.

“Tem duas regras. Precisa ser em um lugar rural ou precisa ser um lugar que tenha uma alta taxa de desemprego. O mercado de franquias nos EUA ainda está em expansão e, se você investe em uma franquia, tem 90% de sucesso depois de cinco anos. Se você faz um negócio próprio, uma coisa própria, depois de cinco anos, você só tem 20% que vai ter sucesso”, explica Jennifer Lobo, representante da Global Franchise.

Fonte: Da Redação