Publicado em 3/03/2016 as 12:00am

Após indiciamento, líder da área petrolífera morre nos EUA

Ex-CEO da Chesapeake era acusado de fraude em setor petrolífero

Um dia após ser indiciado pelo Departamento de Justiça por fraude, o ex-CEO da Chesapeake Energy Corp Aubrey McClendon morreu em um acidente de carro em Oklahoma.

Segundo as autoridades que atenderam ao chamado, o empresário bateu contra uma viga de viaduto e o carro pegou fogo imediatamente. Os policiais ainda informaram que ele não usava o cinto de segurança no momento do acidente nesta quarta-feira (2).

O Departamento de Justiça dos EUA havia anunciado, na terça-feira (1°), que McClendon conspirava para fraudar o preço das concessões de petróleo e gás no estado de Oklahoma entre os anos de 2007 e 2012. De acordo com a denúncia, uma investigação apontou que o bilionário negociou valores para os produtos com uma empresa rival. Ele sempre negou as acusações.

Conhecido por um estilo de vida luxuoso, que incluía a compra de oito mansões além de iates, McClendon era chamado de "visionário" do mercado petrolífero. Não tinha medo de investir muito dinheiro em projetos arriscados e, após deixar a Chesapeake, ele investiu bilhões de dólares - e conseguiu lucrar - com a exploração de vastos campos de petróleo nos EUA e na Austrália. Porém, sua saída da empresa que ajudou a fundar e da qual foi dono por 24 anos, foi tumultuada. Ele renunciou ao comando após uma série de provas mostrar que ele usava dinheiro de investimentos para sustentar sua vida repleta de luxo.

 

Fonte: http://m.jb.com.br/