Publicado em 20/07/2017 as 11:00am

Texas e Flórida lideram contratação de imigrantes temporários nos EUA

Baseado em dados oficiais, o CIS assinalou que as autoridades migratórias dos EUA aprovaram em 2016 mais de 80 mil vistos do tipo H-2B no país.

Miami (EUA), 12 jul (EFE).- Texas, Flórida e Colorado são os estados que mais contrataram trabalhadores imigrantes temporários em 2016 nos Estados Unidos, a maioria deles proveniente de México, Jamaica e Guatemala, informou nesta quarta-feira o Centro de Estudos de Imigração (CIS, sigla em inglês).

Baseado em dados oficiais, o CIS assinalou que as autoridades migratórias dos EUA aprovaram em 2016 mais de 80 mil vistos do tipo H-2B no país, especialmente para mexicanos, jamaicanos, guatemaltecos, sul-africanos e britânicos.

Em junho, o governo americano anunciou que concederá mais vistos H-2B para trabalhadores temporários devidos ao dano "severo" que sua ausência pode ocasionar em companhias que dependem dos imigrantes para funcionar durante o verão do hemisfério norte.

Os estados de Texas, Flórida e Colorado, que contam com grande população de origem latina, são seguidos na lista dos que mais contrataram trabalhadores imigrantes temporários por Massachusetts, Luisiana, Pensilvânia, Virgínia, Carolina do Norte, Arizona e Carolina do Sul.

Segundo o CIS, a cidade de Sitka, no Alasca, é a que apresenta maior concentraçãopor localidade, mas outras jurisdições com números altos de trabalhadores temporários são: Phoenix (Arizona), a ilha turística de Mackinac (Michigan), Myrtle Beach (Carolina do Sul) e a exclusiva ilha de Nantucket (Massachusetts).

As empresas que recorrem aos vistos H-2B para trabalhadores agrícolas e temporários devem provar que não existem desocupados americanos suficientes que possam e queiram ocupar um posto de trabalho de maneira temporária.

O CIS, no entanto, indicou que alguns empregadores estão ficando "viciados" nesses trabalhadores e pediu mais controle na hora de autorizar os vistos e que os americanos que podem fazer esses trabalhos não sejam deixados de lado.

O governo "tem que garantir que não ocorrerão abusos neste programa e que o mesmo não esteja excluindo os trabalhadores americanos", assegurou Jessica Vaughan, diretora do CIS.

O CIS detalhou que um empregador de Sitka, Silver Bay Seafoods, é também o que tem mais trabalhadores com H-2B, com 971, seguido por Faith Forestry Service, no Mississipi, com 704.

Além disso isso, AJA Video Systems é o empregador que mais paga para um trabalhador sem requisitos de educação, mais de US$ 68.

O secretário de Segurança Nacional, John Kelly, tomou a decisão de ultrapassar os 66 mil vistos por ano que se concedem a esses trabalhadores por lei, pois negócios importantes, como parques de atrações e hotéis, poderiam ser "severamente prejudicados" pela ausência de funcionários.

Em 2015, o magnata Donald Trump, que assumiu a presidência de EE.UU. em janeiro passado, obteve permissão do Departamento de Trabalho para contratar 64 trabalhadores de maneira temporária em seu exclusivo clube Mar-a-Lago, na costa sudeste da Flórida.

Fonte: Redação - Brazilian Times