Publicado em 29/06/2011 as 12:00am

Nova lei em São Paulo obriga os cinemas a higienizarem óculos 3D

Essa medida foi tomada para evitar que vírus e bactérias, causadores de doenças como a conjuntivite, se espalhem pela plateia. O cinema que não cumprir a lei vai pagar multa e sofrer punições, como a cassação da licença.

Essa medida foi tomada para evitar que vírus e bactérias, causadores de doenças como a conjuntivite, se espalhem pela plateia. O cinema que não cumprir a lei vai pagar multa e sofrer punições, como a cassação da licença.

Tem novidade nos cinemas de São Paulo. As salas que exibem filmes 3D vão ter que higienizar os óculos especiais. Quem não cumprir a lei, vai pagar multa e sofrer punições, como a suspensão das atividades por tempo indeterminado ou até mesmo a cassação da licença de funcionamento. Essa medida foi tomada para evitar que vírus e bactérias, causadores de doenças como a conjuntivite, se espalhem pela plateia.


Da sala de projeção saem duas imagens ao mesmo tempo, que sobrepostas na tela, viram realidade 3D. É pura ilusão, onde os óculos enganam o cérebro e os olhos podem correr perigo.

“Se uma pessoa com conjuntivite põe os óculos, o vírus ou bactéria pode ficar presos na armação ou na lente. Outra pessoa saudável, que puser os óculos logo em seguida, pode levar esse vírus ou bactérias para os seus olhos e ter conjuntivite. E os vírus ou bactéria pode ficar armazenados nesses materiais inanimados por até sete dias”, explica o oftalmologista Newton Kara José, do Hospital Sírio-Libanês.

O público se protege como pode. “Trouxe meu lencinho umedecido para fazer a higienização dos meus óculos”, diz uma jovem. “Eu tenho meu álcool gel sempre na bolsa”, declara uma mulher.

Agora é lei no estado de São Paulo: todos os cinemas que exibem filmes 3D são obrigados a higienizar os óculos, seguindo as recomendações do fabricante. Mas será que dá para confiar?

Os médicos dizem que para matar vírus e bactérias é preciso lavagem com água quente e detergente, álcool ou ozônio. O modo de secar e embalar sem o contato com as mãos também é recomendado. “Se a higienização for bem feita, é, praticamente, uma garantia maior para eliminar parte de vírus e bactérias”, diz o oftalmologista Newton Kara José, do Hospital Sírio-Libanês

Mãe de dois meninos, a estilista Monique Maquiaveli, que veio de Santa Catarina, notou a diferença. “É bem mais seguro levar as crianças aqui, porque os óculos vêm lacrados. Na minha cidade, isso não acontece. É passado de mão em mão. Nem limpo eu acredito que deva ser”, comenta.

Em cinemas onde o filme é bom, mas a limpeza dos óculos não é regra, vale usar o álcool gel. Também é preciso desinfetar as mãos depois de tocar os óculos. “Ainda não dá para confiar. Então, eu vou continuar usando meu álcool gel”, conta uma jovem.

Os médicos lembram que os sintomas da conjuntivite podem demorar de dois a três dias pra aparecer. Mas dentro desse prazo, a pessoa infectada já pode passar a doença para outras. Isso reforça a necessidade de uma bela limpeza nesses óculos.

Fonte: g1.com