Publicado em 26/06/2012 as 12:00am

"O Espetacular Homem-Aranha" renova franquia, mas mantém essência do herói

O Homem-Aranha está de volta. Com um novo Peter Parker, uma nova namorada, um novo vilão e um novo diretor. Andrew Garfield é Peter Parker, Gwen Stacy (Emma Stone) é a namorada, Dr. Curt Connors/Lagarto (Rhys Ifans) é o vilão e Marc Webb, o diretor. E, ap

O Homem-Aranha está de volta. Com um novo Peter Parker, uma nova namorada, um novo vilão e um novo diretor. Andrew Garfield é Peter Parker, Gwen Stacy (Emma Stone) é a namorada, Dr. Curt Connors/Lagarto (Rhys Ifans) é o vilão e Marc Webb, o diretor. E, apesar disso tudo, em "O Espetaculor Homem-Aranha", que estreia em 6 de julho, a essência do herói continua a mesma.

Exibido para jornalistas, fãs e convidados da distribuidora Sony nesta segunda (25), o filme traz Peter um pouco mais jovem. A trama revela um pouco mais da história de seus pais, mas os eventos -- e os traumas -- que o levam a se tornar o Homem-Aranha ainda são muito parecidos com os mostrados em "Homem-Aranha" (2002).

Andrew Garfield, fã declarado do personagem, com seu tipo físico e trejeitos, encaixa-se melhor em Peter Parker do que Tobey Maguire. Seu herói também é mais bem-humorado, mais atual (anda de skate e é praticamente um geek) e um pouco mais ressentido -- e, por isso acaba cedendo à tentação de uma pequena vingança contra valentão de seu colégio.

Apesar da nova roupagem do herói, o próprio ator ainda enfatiza a importância da versão anterior. "Tobey sempre vai ser o meu Peter Parker", disse durante entrevista por videoconferência, de Nova York, após a exibição do filme. Simpático, ele cumprimentou a plateia em português e disse que aprendeu um pouco da língua em um restaurante brasileiro em Los Angeles, enquanto fazia Eduardo Saverin em "A Rede Social".

Acompanhado de Emma Stone, com quem trocou olhares afetuosos durante o bate-papo com jornalistas e fãs, Garfield comentou que era sua intenção tentar tornar mais humano o personagem de Peter Parker. "Nós atores tínhamos um esqueleto de um roteiro que a gente pode contribuir mais", disse o ator, nascido em Los Angeles e criado na Inglaterra, que temia ser "inglês demais" para o personagem, mas foi tranquilizado pelo quadrinista Stan Lee, criador do herói, quando este visitou o set de filmagens. Andrew ainda rechaçou o estereótipo de "cool" atribuído ao personagem. "Não acho que ele seja 'cool', ele é só um bom garoto."

De resto, "O Espetacular Homem-Aranha" traz tudo que os fãs do personagem poderiam esperar: um experimento científico que dá errado, um vilão atormentado, o herói voando entre os edifícios de Nova York, um um pouco de destruição e uma participação especial de Stan Lee, como não poderia faltar a um filme de um personagem da Marvel.

Em tempo, uma dica: como também é de se esperar de um filme baseado em quadrinhos da editora, não saia da sala de cinema antes do fim dos créditos.

Expectativas

Questionado sobre como sua relação com o personagem, de quem é fã desde os 3 anos, mudou durante todo o processo, Andrew disse que mudou muito. "Agora tenho que me submeter às opiniões das pessoas, que podem não gostar. Significa que vou passar muitas noites sem dormir". Sobre as comparações com os três filmes anteriores do herói, ele disse que "são inevitáveis". "Você tem que aceitar. Eu também comparo, porque adoro esses filmes".

Durante a coletiva, Emma deu a entender que uma sequência já está sendo planejada e contou que está muito animada com a possibilidade de outro filme. Quando questionada sobre o qual seria o seu vilão de preferência, Emma disse que não poderia dar detalhes, mas que ouviu rumores sobre quem perseguirá Peter Parker no próximo filme e que será "muito legal".

Fonte: uol.com.br