Publicado em 15/07/2012 as 12:00am

Em novo programa de Marcelo Tas, Pelé diz que Brasil mereceu puxão de orelha da Fifa

Na estreia de "Conversa de Gente Grande" sua nova atração na Band, neste domingo (15), Marcelo Tas recebeu o ex-jogador Pelé para ser sabatinado pelas crianças que participam do programa. Elas têm de 3 a 11 anos.

Na estreia de "Conversa de Gente Grande" sua nova atração na Band, neste domingo (15), Marcelo Tas recebeu o ex-jogador Pelé para ser sabatinado pelas crianças que participam do programa. Elas têm de 3 a 11 anos.

Pelé teve que responder perguntas espontâneas e "espinhosas" das crianças. Veja algumas dessas perguntas e suas respostas:

"O que você acha realmente do Maradona?" -- "Admiro muito ele, infelizmente fora de campo ele não teve muita sorte".

"Quantas namoradas você já teve?" -- "Eu sempre fui muito tranquilo nesse campo".

"Já que você entende do assunto, você poderia explicar como nascem os bebês?" -- "Depende de onde o nenê nasce e qual é sua procedência".

"Quantas pessoas você acha que tem no mundo? Quantas delas são por sua casa?" -- "Que eu saiba, eu tenho oito filhos".

"Você tem medo que algum dia chege um jogador que jogue melhor do que você?" -- "Não, pelo contrário".

Tas também fez perguntas sobre a Copa de 2014, às quais Pelé tentou responder com didática. "No começo, ele tentou ser calmo e didático, mas soltou uma baita declaração para as crianças. Isso que é conversa de gente grande", havia adiantado o apresentador durante uma entrevista coletiva na última quarta-feira (11).

A "baita declaração" de Pelé foi dizer que o Brasil mereceu o puxão de orelha do secretário-geral da Fifa Jérôme Valcke, que disse que os organizadores do campeonato precisavam levar "um chute no traseiro".

A atração também contou com um quadro de câmera escondida, mostrando o que as crianças fazem quando não estão dendo observadas, uma entrevista com um casal "20 anos de se casarem" e um quadro em que uma criança ensina algo a um adulto. Tas também pediu ao público que enviasse pelo Twitter, com a hashtag #CGG, fotos constrangedoras de quando eram crianças.

Tas manteve seu estilo de fazer intervenções "engraçadinhas" durante todo o programa. No entanto, muitas das piadas reproduziam estereótipos sobre os papéis de homens e mulheres --ou meninos e meninas--, como dizer que as mulheres não deveriam trabalhar quando estão de TPM.

Os humoristas Dani Calabresa e Marcelo Adnet, e o ex-jogador de futebol Neto também já gravaram participações.

Fonte: uol.com.br