Publicado em 23/08/2012 as 12:00am

Fotos de Harry nu nos EUA ameaçam trabalho

Depois de ter sido fotografado nu em um luxuoso quarto de hotel em Las Vegas, o príncipe Harry não tomará bronca sozinho. Segundo o site TMZ, a família real também está furiosa com os seguranças e assessores do príncipe, que não se esforçaram para protege

Depois de ter sido fotografado nu em um luxuoso quarto de hotel em Las Vegas, o príncipe Harry não tomará bronca sozinho. Segundo o site TMZ, a família real também está furiosa com os seguranças e assessores do príncipe, que não se esforçaram para proteger a imagem do jovem.

A publicação das fotos do príncipe nu revertem os resultados dos esforços recentes do príncipe e seus assessores para mudar a imagem de festeiro e inconsequente talhada por escândalos do passado, segundo comentaristas que acompanham a trajetória da Família Real britânica.

"(Essas fotos) minam o trabalho que ele vinha fazendo nos últimos seis meses, com seus projetos de caridade na África do Sul e avanços em sua carreira militar, que decolou de uma forma surpreendente", acredita Ken Wharfe, ex-chefe da segurança de integrantes da Família Real e hoje escritor e comentarista de assuntos da monarquia em entrevista à BBC.

"Houve um tempo em que Harry era conhecido como o "príncipe das festas", que saía de casas noturnas ao amanhecer, se metia em confusões e em geral não tinha bom senso", aponta Nicholas Witchell, responsável pela cobertura da Família Real na BBC. "Recentemente, porém, Harry transformou sua imagem. Por isso, esse episódio certamente é um constrangimento e decepção para sua família e, imagina-se, para o próprio Harry."

Horas antes de ficar nu durante uma partida de "strip bilhar", o príncipe Harry e mais dois amigos conheceram algumas meninas e as convidaram para uma festinha na suíte de Harry. Os celulares das garotas, no entanto, não foram confiscados na entrada do quarto.

Durante a festa, as convidadas começaram a tirar fotos com seus celulares e um dos assessores disse apenas: "Oh, oh, oh...vamos lá, sem fotos". Depois de mais bebedeira, mais fotos foram tiradas, mas a equipe de Harry não fez nada.

Fontes ainda disseram ao TMZ que os assessores estavam curtindo a festa mais do que proteger o príncipe de si mesmo.

Príncipe nu

Em uma das duas fotos publicadas nos Estados Unidos pelo TMZ, o príncipe Harry, terceiro na linha de sucessão ao trono da Inglaterra, aparece sem roupa alguma, tapando as partes íntimas com as mãos. Está em frente a uma pessoa também nua. Em outra foto aparece de costas abraçando uma pessoa também sem roupas.

A família real pediu à imprensa britânica que não publique as fotos por considerar que sua difusão constituiria uma violação da vida privada do príncipe. Os meios de comunicação ingleses já haviam optado por não divulgar as imagens. Até esta quinta-feira (23), o príncipe ainda não havia se encontrado com o pai, o príncipe Charles, e a avó, a Rainha Elizabeth, segundo o site do canal E!. Harry está em Londres, enquanto a família permanece em sua residência na Escócia até pelo menos a manhã de sexta.

Em entrevista a um canal de TV norte-americano, o nadador americano Ryan Lochte contou que esteve ao lado de Harry na festa da piscina, mas esclareceu que não foi convidado para participar do "strip bilhar" mais tarde. "Me disseram que ele gostaria de me conhecer", disse ele. Os dois ainda teriam apostado uma corrida na água e seguiram para caminhos opostos.

Nova imagem

Harry foi visto pela última vez na Grã-Bretanha na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, quando representou a Rainha Elizabeth II. Em março, ele também representou a monarquia britânica em uma viagem à América do Sul e Caribe, na qual passou por vários países.

No Brasil, visitou o Complexo do Alemão, conheceu projetos sociais e jogou rúgbi com crianças carentes. Durante toda a viagem, ajudou a mostrar um lado mais "descontraído" e "simpático" da Família Real – dançando com jovens locais na Jamaica, por exemplo – mas sem fazer nada que fosse considerado inadequado.

Como definiu o especilista em monarquia da BBC, Nicholas Witchell, Harry se tornou um "trunfo" da Família Real ao conseguir cativar a opinião pública vinculando a seus compromissos oficiais como membro da realeza um certo "senso de diversão".

O príncipe também parece ter ganhado respeito por apostar em uma carreira militar. Harry chegou a ser enviado ao Afeganistão, mas voltou à Grã-Bretanha depois que sua presença no país foi revelada por veículos da imprensa internacional, colocando em risco a sua segurança. Tais esforços ajudaram a dar ao terceiro na linha de sucessão ao trono britânico uma imagem mais séria após uma juventude repleta de polêmicas.

Fonte: uol.com.br