Publicado em 26/08/2012 as 12:00am

Nova novela,"Lado a Lado",aposta em autores estreantes

A partir do dia 10 de setembro, \"Lado a Lado\" vai substituir \"Amor Eterno Amor\" no horário das seis da Globo. Ambientada no Rio de Janeiro do início do século XX, a novela marca a estreia dos autores João Ximenes Braga e Claudia Lage. \"Ainda estou so

A partir do dia 10 de setembro, "Lado a Lado" vai substituir "Amor Eterno Amor" no horário das seis da Globo. Ambientada no Rio de Janeiro do início do século XX, a novela marca a estreia dos autores João Ximenes Braga e Claudia Lage. "Ainda estou sob o impacto de ver as cenas e de ser a minha primeira novela. Tudo que é pela primeira vez é estonteante", disse Claudia Lage na coletiva de imprensa da novela nesta sexta-feira (24) à noite no Projac, zona oeste do Rio.

Com direção de núcleo de Dennis Carvalho e direção geral de Vinícius Coimbra, a trama conta com a supervisão de Gilberto Braga. "Só queria dizer que não fiz praticamente nada. Estou meio de espectador, aplaudindo", declarou Gilberto, que recebeu o apoio de Dennis Carvalho. "A novela está muito gostosa de se ver. Tenho certeza de que vai ser um sucesso", disse o diretor.

"Essa aposta da Globo em novos autores é um prato cheio", prossegui Dennis referindo-se às duplas Thelma Guedes e Duca Rachid, de "Cordel Encantado" e Filipe Miguez e Izabel de Olivera, de "Cheias de Charme".

A história gira em torno da amizade entre Isabel (Camila Pitanga) e Laura (Marjorie Estiano), duas mulheres que vieram de mundos diferentes, mas têm o mesmo desejo de liberdade. O Rio de Janeiro do século XX, do nascimento do samba, da destruição dos cortiços e do surgimento das favelas também será retratado na trama, que conta ainda com os atores Lázaro Ramos, Thiago Fragoso e Patricia Pillar no elenco.

De volta às novelas, Patricia será Constância, a grande vilã da história. Casada com Assunção (Werner Schunemann), a ex baronesa é dominadora e sufoca os filhos Laura e Albertinho (Rafael Cardoso).

Questionada se é mais gostoso fazer a vilã, Patricia desconversou. "É gostoso o bom personagem. As duas mocinhas de agora são fortes", declarou, referindo-se às personagens de Marjorie Estiano e Camila Pitanga na trama.

Patricia também falou sobre Flora, vilã que viveu em "A Favorita" e disse que Constância não tem nada a ver com ela. "A Constância é super feminina, elegante. Ela apenas vive em uma sociedade machista e é machista. É manipuladora, quer as coisas do jeito dela", explicou.

A atriz confessou ainda que adora "Avenida Brasil". "Adoro as loucuras da Carminha", elogiou ela, garantindo que Flora só tem uma característica em comum com a vilã da trama das nove. "O mesmo autor", brincou ela, referindo-se a João Emanuel Carneiro.

Fonte: uol.com.br