Publicado em 6/09/2012 as 12:00am

Gian, tem prisão decretada por dever pensão alimentícia

A Justiça de São Paulo decretou na última terça-feira (4) a prisão de Aparecido dos Reis Morais, o Gian da dupla Gian e Giovani, por falta do pagamento de pensão alimentícia para sua ex-mulher, Maria Cláudia de Medeiros Alonso.

A Justiça de São Paulo decretou na última terça-feira (4) a prisão de Aparecido dos Reis Morais, o Gian da dupla Gian e Giovani, por falta do pagamento de pensão alimentícia para sua ex-mulher, Maria Cláudia de Medeiros Alonso.

De acordo com o processo, publicado no Diário Oficial de Justiça, Gian deverá ficar preso por 30 dias, além de arcar com os custos que a ex-mulher teve com a ação. A dívida é estimada em mais de R$ 100 mil, conforme contou ao UOL Azis José Elias Filho, advogado de Maria Cláudia.

No processo, o cantor alegou não ter condições financeiras para arcar com os custos da pensão – e teria inclusive pedido uma redução da pensão para o equivalente a dois salários mínimos (R$ 1.244).

O Ministério Público, porém, não aceitou a justificativa do réu. A defesa de Gian, feita pelo advogado Aparecido Hernani Ferreira, chegou a apresentar três propostas de negociação, mas todas foram rejeitadas. O cantor também não teria pago a primeira parcela da renegociação da dívida, o que foi lembrado no processo.

Azis José Elias Filho explicou que as propostas apresentadas pela defesa do cantor foram recusadas por apresentarem um valor muito baixo. "As propostas eram fora da realidade, não tinha como fechar", afirmou.

Segundo o advogado da acusação, Gian passou oito meses sem pagar a pensão. A ação teria sido aberta em novembro de 2011, quando a dívida era de aproximadamente R$ 3 mil. Mas o valor se acumulou devido ao não pagamento durante os meses seguintes.

O mandado de prisão para o cantor foi expedido nesta quinta-feira (6) e Gian já está sendo procurado pela polícia. Agora, não há recurso possível, segundo Elias Filho. "Recurso não tem. O que pode resolver, é pagar."

Caso Gian seja detido e pague o que deve, ele poderá ser liberado sem cumprir 30 dias na prisão. "Se ele for preso e pagar, vão recolher o mandado de prisão e emitir o alvará de soltura", explicou o advogado.

Defesa

Em comunicado oficial divulgado nesta quinta-feira (6), o advogado de Gian, Aparecido Hernani Ferreira, afirmou que está "tomando medidas jurídicas" para reverter a situação. Ele ainda afirmou que a ex-mulher do artista já havia entrado com um processo para o pagamento de pensão anteriormente, na Justiça de São Paulo, mas ele foi negado.

Além disso, a defesa do cantor alega que Maria Cláudia deve a ele cerca de R$ 310.000,00. Uma parte do valor viria do aluguel de um apartamento deixado por Gian para o filho do ex-casal e ocupado indevidamente pela empresária. Já a outra seria proveniente de parte dos direitos auitorais do cantor, também recebidos indevidamente por ela quando ambos já estariam separados.

Fonte: uol.com.br