Publicado em 12/03/2013 as 12:00am

Com Dani Calabresa, "CQC" terá mais espaço para ficção

Na próxima segunda-feira (18),o humorístico "CQC" volta para a programação da Band depois de um período de dois meses de férias. A atração completa seis anos em 2013 e, segundo seu apresentador principal, Marcelo Tas, quer ser mais contundente.

Na próxima segunda-feira (18),o humorístico "CQC" volta para a programação da Band depois de um período de dois meses de férias. A atração completa seis anos em 2013 e, segundo seu apresentador principal, Marcelo Tas, quer ser mais contundente.

"Creio que depois de cinco anos, a gente agora tem a chance de sair da adolescência ", disse Tas em evento para a imprensa realizado nesta terça-feira na sede da Band, em São Paulo.

"A natureza do 'CQC' é a crítica e o drama agora é como ser pontiagudo e elaborar melhor esse humor. Não é mais o humor de jogar pedra na vidraça e sair correndo", completou.

A grande aposta da equipe para renovar o lado cômico do programa é a vinda de Dani Calabresa, ex-MTV, para o elenco. "Temos o prazer de apresentar essa joia da jovem comédia brasileira", elogiou Tas.

A comediante terá um quadro de esquetes em que pretende abordar "notícias desprezadas". "Quero falar sobre assuntos que o 'CQC' não fala normalmente", contou, se esquivando de dar mais detalhes sobre o que prepara.

"Nós queremos usar a ficção para avançar em qualquer assunto", explicou Tas, acrescentando que a vocação do programa ainda é jornalística e que os temas sérios, bem como denúncias e furos jornalísticos continuarão tendo espaço.

Um dos temas que a equipe deve abordar já na estreia é a eleição do pastor Marcos Feliciano para Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. "Enquanto damos essa coletiva, tem gente lá em Brasília falando disso. Posso adiantar que teremos um furo de reportagem já no primeiro programa", contou Tas.

Outra novidade da nova temporada vai ser uma sitcom semanal que mostrará, de forma ficcional, os bastidores da atração.

O 'CQC' prepara ainda a entrada de um novo repórter, ainda em fase de seleção. Quatro profissionais disputam a vaga e Tas adiantou que se trata de uma pessoa desconhecida e que pode ser mais uma mulher.

Concorrência feminina

Também presente no evento, Mônica Iozzi, a primeira mulher a integrar o 'CQC', provocou Dani Calabresa, brincando que a "a vinda de uma humorista que foi expulsa de uma emissora falida não a preocupava".

"O importante para um programa é ter a sua diva e nós perdemos a nossa, que era o Rafael Cortez", disse Mônica, lembrando a saída do humorista que está à frente do programa "Got Talent Brasil", da Record.

Fonte: uol.com.br