Publicado em 18/04/2013 as 12:00am

Rita Guedes: "Achei que não conseguiria dar a volta por cima"

Atriz fala sobre o inédito desafio de interpretar um papel nada sensual, na novela 'Flor do Caribe', da TV Globo. E discorre, pela primeira vez, sobre o difícil momento pelo qual passou em 2009: a morte do namorado, o empresário George Mundin, aos 38 anos


Rita Guedes está se colocando à prova. Pela primeira vez, em 20 anos de carreira, ela dá vida a uma personagem que nada tem a ver com os tipos sensuais que já interpretou na TV e dos quais o público está acostumado a lembrar. A sofrida Doralice, da novela Flor do Caribe, é o oposto, por exemplo, da provocante Matilde, de Eterna Magia (2007), ou da atriz pornô Nicole, uma rápida porém marcante participação em Avenida Brasil (2012).

Rita passou cinco anos nos Estados Unidos, entre 2007 e 2012, quando estudou inglês e fez cursos de interpretação e roteiro. A temporada em solo americano serviu não só para aperfeiçoar seu currículo como também para curá-la da maior perda de sua vida: a morte, em 2009, do namorado, o empresário George Mundin, de 38 anos, que ela considerava sua alma gêmea. “Minha vida acabou. Acabou meu sonho de casamento, de ser mãe. Achei que não conseguiria dar a volta por cima nem para trabalhar. Mas, graças a Deus, isso tudo passou”, diz. Por causa desse momento difícil, Rita afirma ter aprendido a não colocar a carreira em primeiro lugar e que não mede esforços para correr atrás da felicidade. Longe de aparentar seus 41 anos, é dona de um corpo de formas esculturais. Mas foge dos estereótipos da TV: “Não me acho sensual”.

Fonte: www.globo.com