Publicado em 20/04/2015 as 12:00am

Tom Brady declara amor ao Brasil e fala sobre morar no RS

15.abr.2015 - Ao lado dos pais de Gisele Bündchen, o jogador de futebol americano Tom Brady assite ao último desfile da top model na SPFW, em São Paulo

O astro de futebol americano Tom Brady, marido de Gisele Bündchen, declarou o amor que sente pelo Brasil e expressou a possibilidade de passar a sua velhice ao lado da mulher e dos filhos em Horizontina, cidade natal da ex-modelo, localizada no interior do Rio Grande do Sul, a 496 km da capital Porto Alegre, próxima à fronteira com Argentina.

"Gisele nasceu em Horizontina, uma cidade muito pequena, numa realidade bem diferente dos nossos filhos. Nosso filhos estão crescendo numa cidade relativamente grande. Estão sempre viajando e conhecendo coisas diferentes. Então como ensinar os valores que ela tinha como eu quando vivia numa cidade pequena? Assim como eu...", disse Tom Brady em entrevista a Luciano Huck no "Caldeirão", da Globo.

"Acho que tem muita similaridade, o jeito como fui criado e as expectativas que criei para a relação de marido e mulher são muito parecidas com as dela. A Gisele tem uma linda família: são cinco irmãs que ela ama muito e pais que foram muito importantes na vida dela. Comigo também foi assim, tenho três irmãs e meus pais também foram muito importantes na minha trajetória. Mesmo com as diferenças culturais, as famílias são bem parecidas", comparou o astro americano sobre as duas culturas.

"Eu amo o Brasil, a cultura do País. Tudo o que já aprendi ao longo dessa convivência com a Gisele. Adoro viajar para lá [o Brasil]. A nossa ideia é passar muito mais tempo lá este ano", acrescentou.

Huck foi além e perguntou se tem alguma chance de se mudar para Horizontina quando for velhinho: "Eu não sei. Vou tentar convencê-la a viver aqui [nos Estados Unidos], mas ela é bastante persuasiva", adiantou.

Ainda durante a entrevista, Tom Brady relembrou o início do namoro com a top. "Foi um amigo em comum que nos apresentou. Um amigo que trabalhou com ela por muitos anos na América. E ele programou o que nós chamamos de um 'encontro às cegas'", divertiu-se.

Brady não gosta de comentar sobre aposentadoria precoce no futebol americano, mas que tem "a ambição de ainda jogar por mais uns seis ou sete anos".

Luciano Huck conversou com Gisele Bündchen em conferência via internet e a informou de que Brady brincou sobre a possibilidade de morar em Horizontina na velhice. "Vou cobrar dele, viu? Acho bom porque pra mim ele não fala essas coisas", respondeu. "Estou colocando pressão pra ver se ele aprende a falar português. Ele acha que entende. Mas o Benjamin e a Vivian falam muito bem", acrescentou.

Em relação à aposentadoria das passarelas, Gisele informou que isso não significa que irá parar de trabalhar. "Você vai falar comigo com meus 95 anos sobre meus excelentes projetos. Este é o começo de muitas outras aventuras", finalizou.

Fonte: Manuela Scarpa, Marcos Ribas e Amauri Nehn/Photo Rio News