Publicado em 22/05/2015 as 12:00am

Atriz Global fala sobre gravações em NY

Finalizado esse primeiro momento, equipe e elenco seguiram para Nova York, onde Bruna Marquezine, Maria Casadevall, Tatá Werneck e Mauricio Destri, gravaram algumas das principais cenas dos capítulos iniciais da novela na cidade.

Para registrar as primeiras cenas da comédia romântica ‘I Love Paraisópolis’, a equipe da novela, formada por mais de 100 profissionais, desembarcou em Paraisópolis no mês de fevereiro deste ano e ficou na capital paulistana por quase duas semanas. Outros locais tradicionais de São Paulo, como o bairro do Morumbi e a rua 25 de Março, também serviram de cenário para as cenas gravadas na cidade.

Finalizado esse primeiro momento, equipe e elenco seguiram para Nova York, onde Bruna Marquezine, Maria Casadevall, Tatá Werneck e Mauricio Destri, gravaram algumas das principais cenas dos capítulos iniciais da novela na cidade. Nos 11 dias em que estiveram na Big Apple, a equipe passou por locações marcantes como Grand Central, Washington Square, Central Park, Times Square, Highline e Queens. Juntamente com os atores, cerca de 50 pessoas, entre brasileiros e americanos, além de aproximadamente 120 figurantes locais, foram envolvidos no trabalho.

 'I LoveParaisópolis' tem autoria de Alcides Nogueira e Mario Teixeira com direção de núcleo de Wolf Maya e direção geral de Wolf Maya e Carlos Araújo. A novela estreou no canal internacional da Globo no dia 11 de maio.

Confira a entrevista de Maria Casadevall para jornal Brazilian Times


Parabéns pela estreia, Maria! Queria te perguntar como foi gravar em Nova York. Você já conhecia a cidade?

Eu não conhecia Nova York.  Acho que tudo se resumiu em uma palavra: descoberta. Eu acabei descobrindo a cidade, mais ainda sobre a minha personagem e entendendo melhor a novela. Eu não participei de todos os dias de gravação  na cidade. A Bruna (Marquezine), o Mauricio (Destri) e a Tatá (Werneck) passaram quase 15 dias em Nova York.  Eu participei dos últimos 3 dias de filmagem e gravei apenas um dia. Então tive dois dias para conhecer melhor a cidade. Nova York é onde a minha personagem mora então foi muito importante nesse sentido, mais de processo mesmo. Eu consegui entender melhor o lugar onde a Margot vive e  eu,  Maria,  pude descobrir a cidade. Fiz longas caminhadas. Foi uma descoberta atrás da outra.

A viagem foi importante para a construção da sua personagem?

Foi muito importante sim. A Margot já mora há muito tempo em Nova York, tem uma intimidade com a cidade e gosta muito de lá. Então foi importante entender o porque e as características da cidade  que tem a ver com ela. Eu acho que é um certo ar de modernidade que Nova York tem. Essa é uma cidade muito cosmopolita, que traz uma mistura de coisas e que é, ao mesmo tempo,  uma cidade muito erudita. Também foi importante perceber as estações claras do ano, que a gente não tem muito no Brasil, onde o frio é muito frio e o calor é calor . Nós gravamos durante dias de frio intenso. Enfim, essa experiência me ajudou bastante e eu pude entender um pouco mais sobre a alma da Margot.

Quais as características da Margot que tem a ver com Nova York?

Acho que é esse víeis cosmopolita da alma dela. A Margot é uma mulher do mundo e Nova York é uma cidade do mundo. Ela é uma pessoa que já viajou e conhece outras culturas. E quando você mora em Nova York, você está em contato com o mundo inteiro.

Quais lugares que você mais gostou de conhecer?

Teve um lugar que eu não conheci e que gostaria de ter ido que foi o Queens. Não participei desse dia de gravação. Mas o passeio que acho que eu mais gostei de fazer e que foi muito simbólico, foi a travessia da Brooklyn  Bridge, que eu fiz a pé. Foram mais de duas horas de caminhada e depois também pude passear pelo bairro, que é muito bonito. Esse canto me encantou. Manhattan também é encantadora e eu gosto muito das luzes da Broadway. Acho tudo isso muito alucinante mas a atmosfera do Brooklyn me fascinou. Também subi no terraço do Empire State Building e foi lindo.

Fonte: Da Redação