Publicado em 6/10/2015 as 12:00am

Para evitar demissões, Record reduzirá salários de apresentadores

O argumento da emissora é o de que o país está em crise, que os investimentos publicitários caíram e de que, aceitando a redução de seus vencimentos, artistas e jornalistas bem pagos evitarão a demissão de centenas de profissionais assalariados.

A Record começou a negociar a redução de salários de seus apresentadores. Ana Hickmann foi a primeira a ser chamada para conversar. O argumento da emissora é o de que o país está em crise, que os investimentos publicitários caíram e de que, aceitando a redução de seus vencimentos, artistas e jornalistas bem pagos evitarão a demissão de centenas de profissionais assalariados.

Segundo uma fonte na cúpula da emissora, os percentuais de redução vão variar a cada caso e dependerão da negociação com o apresentador. Ninguém deverá ser poupado, nem mesmo Xuxa Meneghel, que recebe cerca de R$ 1 milhão. Os ganhos com merchandising, que no caso de Rodrigo Faro chegam a triplicar seu salário fixo, de R$ 700 mil mensais, não serão tocados.

A Record vem fazendo cortes em salários e realizando demissões de profissionais desde 2013. Os cortes de salários de pessoas que trabalham contratadas como pessoas jurídicas (empresas), no entanto, só eram realizados no momento das renovações. As renegociações de contratos em vigência para redução de ganhos, como está ocorrendo agora, é uma novidade.

Central de estúdios da emissora, o RecNov, no Rio de Janeiro, vive momentos de tensão, com a presença de carros de som de sindicato na portaria. Nos bastidores, teme-se a demissão de centenas de profissionais assim que terminarem as gravações de Os Dez Mandamentos, no final do mês, já que a produção de novelas será totalmente terceirizada. 

Ao todo, deverão ser demitidos 300 profissionais do RecNov, como o Notícias da TV antecipou em julho. A decisão foi tomada pela cúpula da emissora em junho, quando se estabeleceu a meta de cortes de 8,75% no orçamento do segundo semestre.

Procurada, a Record não se manifestou até a publicação desta nota (a emissora nunca responde aos e-mails do Notícias da TV).

Fonte: uol.com.br