Publicado em 8/08/2016 as 12:00pm

Artista brasileira tem sua arte exposta nas paredes de NYC

Artista brasileira tem sua arte exposta nas paredes de NYC

A artista brasileira realizou um trabalho ao vivo no sábado, 23 e julho, em Astoria, o próximo passo é pintar paredes e muros pela cidade, além de apresentar uma exposição de seu trabalho em um estúdio no Brooklyn.

Autoditada, Mag sempre teve contato com as artes plásticas através de seu pai, o qual pintava telas. Ela conta que em 2007, as ruas serviram de base para seus desenhos acumulados em cadernos. “Desde essa época meus trabalhos podem ser encontrados principalmente nas ruas de São Paulo, mas também em Belo Horizonte, Rio de janeiro, Portugal, Londres e também aqui em NYC”, conta a artista que começou com o graffiti, porém também faz canvas, assemblagens com azulejos e escultura em cerâmica.

Confira a entrevista exclusiva para a nossa redação.

Você estava há dois anos distante de NYC, correto? Como é esse retorno?

Mag Magrela: Exatamente. Venho agora com mais calma e com a agenda organizada. Na primeira vez vim por conta própria e tive apenas duas semanas, então vim na missão de pintar quantos muros eu conseguisse. 

Como surgiu a ideia de fazer essa demonstração de seu trabalho em um evento "ao vivo"?

Mag Magrela: Estou em parceria com a AnnexB. Nós montamos uma agenda com algumas ideias que eu tinha em mente. Estou ocupando uma das salas do Brooklyn Brush Studios em Bushwick, que leva o nome de "Pindorama in Flames", onde vou receber visita de amigos, colecionadores e pessoas interessadas no meu trabalho. Vou fazer um painel no muro de fora do estúdio e uma performance na última semana de residência. Vamos fazer uma exposição na "Galeria" uma galeria em Manhattan com telas que estou produzindo aqui em NYC. E também vou pintar alguns muros pela cidade.

Você quer mostrar a realidade brasileira para estrangeiros ou é uma forma de levar a arte do Brasil mais próximo de brasileiros que vivem fora do País?

Mag Magrela: Venho com a mesma proposta de trabalho que tenho no Brasil, que é contar histórias através da minha arte. Então conto histórias que vivi pessoalmente, histórias que ouvi e histórias da história do meu País.

Qual é o objetivo com o Pindorama?

Mag Magrela: Pindorama é o nome que demos para o Projeto. "Pindorama" em tupi significa terra das palmeiras, uma terra livre do mal. Esse era o nome que os nativos chamavam Brasil antes da colonização. Inspirado pela sempre presente dicotomia entre a utopia do mundo perfeito e a realidade, chamamos o estúdio “Pindorama in Flames”. O objetivo é trazer um pedaço do Brasil para Nova York e expor a atual dinâmica que ele está a atravessar, sem perder a esperança por dias melhores - depois do fogo, um novo começo emerge.


Você tem sua arte exposta em algumas cidades do mundo, como você escolhe o que vai pintar?

Mag Magrela: Tenho um caderno que carrego comigo pra todos os lugares. Nesse caderno de esboço tenho meus desenhos, meus pensamentos, minhas poesias.  

Sobre o evento com o Beija Flor, como surgiu essa parceria? Fale sobre o evento e os objetivos dele.

Mag Magrela: Eu e a AnnexB estamos com o objetivo de fazer parceria com brasileiros aqui em NYC. E o restaurante foi uma dessas parcerias, eles nos deram permissão para fazer um painel. Foi muito gostoso conectar com pessoas do meu País fora do mesmo. 

 

Fonte: Por Marisa Abel