Publicado em 25/06/2017 as 8:00pm

Uma Noite com Carlinhos Brown

“Acredito que minha música cruzará fronteiras, uma vez que está aberta ao mundo, aberta a todos”. —Carlinhos Brown.

"Nessas fusões, sejam elas musicais ou visuais, sente-se frescor; elas surgem como ideias impulsivas que somente o músico raro, em sua bravura, é capaz de levar adiante... um mundo em si, ao mesmo tempo desordenado e brilhante".
— The New York Times

Em rara apresentação em Nova York, o grande artista brasileiro Carlinhos Brown retorna ao Lincoln Center Festival para nos deleitar com outra festa global. De uma geração que veio após a de Caetano Veloso e Gilberto Gil, este compositor, percussionista e produtor musical de Salvador, Bahia, é hoje um dos principais representantes do som da Bahia, tendo bebido na fonte da Tropicalia, movimento artístico que combina ritmos brasileiros e africanos com rock and roll, música folclórica e pop. Com trinta de suas canções tendo chegado ao topo das paradas brasileiras, ele ganhou dois Grammys Latinos e foi indicado ao Oscar na categoria de Melhor Canção Original por Real in Rio.

As apresentações eletrizantes deste virtuose da percussão incluem uma banda com guitarras, seção de metais, figurinos coloridos e um ritmo contagiante que faz com que todo mundo queira levantar e dançar. Profundamente compromissado com a melhoria da qualidade de vida do Candeal, seu lugar de origem, Brown e a sua arte têm na generosidade outra de suas características, o que se pode notar pelo sentido de comunidade e celebração que o segue aonde vai.

Nos anos 1980, Brown começou a juntar gente no Candeal, a quem ensinou diferentes batidas. Esse projeto evoluiu até a formação de sua banda Timbalada, que ganhou popularidade e gravou diversos álbuns de sucesso cujos rendimentos reverteram para a melhoria das ruas e casas do Candeal. Após o sucesso da Timbalada, Brown lançou diversos álbuns solo, tendo colaborado também com artistas como Sergio Mendes, Bonga, Marisa Monte, Los Van Van, Shakira, entre outros. Ele também foi destaque na canção de abertura da Copa do Mundo de 2014. Brown é reconhecido por seus esforços por reconstruir a vida cultural das comunidades do Brasil, tendo fundado a Escola de Música Pracatum, no Candeal, que se dedica à educação musical, à assistência comunitária e ao desenvolvimento de programas junto à sua cidade natal.

Fonte: David Geffen Hall