Publicado em 16/08/2017 as 3:00pm

Donau Insel Fest 2017

O festival essa ano faz seu trigésimo quarto aniversário, sendo um evento ao ar livre da...

O festival essa ano faz seu trigésimo quarto aniversário, sendo um evento ao ar livre da Europa. Ele foi criado em 1983 por Harry Kopietz, político do partido SPÖ, como um simple evento em Floridsdorferbrücke (Uma ponte que liga os distritos 21 & 20) e lá apareceram 100 mil pessoas. No seguinte ano, o mesmo evento foi chamado de DONAU INSEL FEST que contou com a presença da banda Austriaca S.T.S.

De 1985 até hoje passaram grandes nomes pelos palcos do DIF tais como Wolfgang Ambros, Rainhard Fendrich, Peter Cornelius, Bonnie Tyler, Falco, Zucchero, , Toto, Opus, Simple Minds, Gipsy Kings, ,Scorpions ,Billy Idol, Silbermond, Amy Macdonald, Milow, Anastacia, Sean Paul, Baturim, Please Madame, Anti Conettos & Mortal Strike.

 Esse ano, que aconteceu entre os dias 23 a 25 de Junho, contou com onze Palcos e a participação de mais sessenta artistas locais e internacionais tendo um repertório muito farto, entre eles Amy Macdonald e outros artistas que contribuíram fazendo o Faco Tribute (para quem não conhece, Falco morreu em 1998 na República Dominicana em um acidente de ônibus, entre as cidade de Villa Montellano e Puerto Plata, Ele foi o autor da música pop/techno Amadeus).

O DIF também contou com a presença da lenda da música austríaca, Rainhard Fendrich, que fechou o DIF com chave de ouro e com um imenso público (não tinha como caber mais gente). Entre várias de suas canções, ele cantou a mais famosas de todas “I’m from Austria”.

Durante a entrevista, Brigitte Baal, responsável pela área VIP e Stage Pi e que está na organização nos últimos dois anos, me disse que durante os 3 dias de festival houve um público de 2.8 milhões de pessoas e que o ambiente estava espetacular e que era um prazer de estar trabalhando no DIF.

Também conversei com Katrin Daferner, encarregada da imprensa, e Maurizia Maure, encarregada da relações públicas do DIF. Elas me proporcionou um volta de helicópitero sob a ilha Donau, onde o festival estava acontecendo e tive a oportunidade de fotografar e ver toda a cidade de Viena e após o passeo, entrevistei a Maurizia Maurer que me contou que para organizar tamanho festival demora um ano, pois envolve dois mil trabalhadores, sete booking agencies, pré-seleção de músicos e por ser um festival gratuito, organizado pelo governo da Áustria, requerer a cooperação de várias agência, veículos de imprensa, patrocinadores, etc.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News