Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 16/01/2019 as 1:00pm

III Mostra de Cinema Brasileira Diagaai inicia sexta, 18

A abertura terá a exibição do filme “Gonzaga: De pai para filho” e bate-papo com músico Tarcísio Alves

III Mostra de Cinema Brasileira Diagaai inicia sexta, 18 Primeiro filme da mostra é sobre a vida de um dos maiores cantores brasileiros

Nesta sexta-feira, dia 18, às 19h, terá início a III Mostra de Cinema Brasileiro no Espaço cultural Digaaí. O primeiro filme exibido será “Gonzaga: de pai para filho”, de Breno Silveira. 
Após a exibição, haverá um debate mediado por Tarciso Alves, cantor, instrumentista e compositor especializado em músicas do Nordeste brasileiro.

A será é gratuita e o endereço do Espaço Digaaí é 151b Pearl Street (subsolo), Boston, MA 02110

Sinopse:  Um pai e um filho, dois artistas, dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos; um de direita, o outro de esquerda. Encontros, desencontros e uma trilha sonora que emocionou o Brasil. Esta é a história de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, e de um amor que venceu o medo e o preconceito e resistiu à distância e ao esquecimento.

Sobre a Mostra de Cinema Brasileiro Digaaí:

A Mostra Digaaí apresenta filmes que oferecem quadros históricos e contemporâneos da sociedade e da cultura brasileiras. Em 2019, o terceiro ano da mostra, serão exibidos (uma vez por mês), filmes em torno da música brasileira. Os filmes mostrarão a diversidade de gêneros da música brasileira e sua importância como forma de expressão. Todos os filmes serão seguidos de debates mediados por músicos e estudiosos de música brasileira.

A mostra de cinema brasileiro é realizada pelo Espaço Cultural Digaaí, organização localizada no centro de Boston e que atua na integração da comunidade brasileira da região com as demais comunidades locais.

A mostra é realizada com o apoio do Grupo da Mulher Brasileira - GMB e do Consulado-Geral do Brasil em Boston.

Fonte: Redação - Brazilian Times