Publicado em 4/05/2008 as 12:00am

Cruzeiro volta a vencer o Atlético e conquista o Mineiro 2008

Num clássico marcado por uma confusão entre os rivais no final e três expulsões, o Cruzeiro, que podia perder até por cincos gols de diferença, venceu o Atlético, por 1 a 0, no Mineirão, e conquistou, neste domingo, o Campeonato Mineiro de 2008.

Num clássico marcado por uma confusão entre os rivais no final e três expulsões, o Cruzeiro, que podia perder até por cincos gols de diferença, venceu o Atlético, por 1 a 0, no Mineirão, e conquistou, neste domingo, o Campeonato Mineiro de 2008. O time alvinegro deixou escapar a chance de sagrar-se bicampeão estadual.

 

O cenário da partida deste domingo foi criado pela goleada de 5 a 0 aplicada pelo Cruzeiro sobre o Atlético no primeiro clássico da decisão, domingo passado. O resultado expressivo deixou o time da Toca da Raposa com a mão na taça, enquanto a equipe alvinegra ficou obrigado a alcançar um milagre.

O Cruzeiro, que chegou à final com o direito de jogar por dois resultados iguais, ampliou a vantagem e entrou no jogo deste domingo podendo perder até por cinco gols de diferença.
Ao Atlético, somente uma goleada por placar acima de cinco gols o levaria ao título estadual.

Embora a situação seja atípica, no Mineiro do ano passado, o Atlético goleou o Cruzeiro por 4 a 0, no primeiro jogo da final, e abriu vantagem para a segunda partida. O time da Toca venceu por 2 a 0, mas quem comemorou o título estadual foi a equipe alvinegra.

A diferença deste ano, a favor do Cruzeiro, foi maior ainda, tanto que a torcida do Atlético compareceu em pequeno número ao Mineirão, enquanto os cruzeirenses marcaram presença para festejar o título no ano do centenário do rival. Para ironizar a data histórica, os torcedores celestes cantaram parabéns durante o jogo.

No primeiro tempo, a partida não empolgou. O Cruzeiro teve maior posse de bola e envolveu o adversário em vários momentos da partida. O Atlético, que precisava golear o rival, entrou em campo desanimado e pouco fez na etapa inicial.

No segundo tempo, o Atlético voltou com mais vontade e chegou a pressionar o rival. O Cruzeiro adotou outra postura e passou a administrar a larga vantagem. Mas conseguiu retomar o domínio do jogo, principalmente após a expulsão do volante Renan aos 23min.

Sete minutos depois, o Cruzeiro abriu o placar com o Marcelo Moreno, que fez de cabeça depois de cruzamento de Wagner da esquerda. Logo depois, Danilinho foi expulso. Antes de deixar o campo, o jogador partiu, juntamente com outros companheiros, para cima do volante Charles, que teria provocado Danilinho e também acabou sendo expulso.

A partida foi paralisada por seis minutos. Depois de ser recomeçada, o Cruzeiro administrou o resultado e comemorou o título de campeão mineiro de 2008.

Com o título estadual garantido, o Cruzeiro se volta agora para a Copa Libertadores. Na próxima quarta-feira, o time celeste recebe o Boca Juniors no Mineiro, no segundo jogo das oitavas-de-final, precisando da vitória. Na partida de ida, em Buenos Aires, os argentinos venceram por 2 a 1.

Depois de perder a chance de conquistar o bicampeonato estadual, o Atlético aposta suas fichas agora na Copa do Brasil. Na quinta-feira, o time alvinegro faz o primeiro jogo das quartas-de-final diante do Botafogo, no Mineirão.

Cruzeiro
Fábio; Jonathan, Thiago Heleno, Thiago Martinelli e Jadílson (Charles); Fabrício (Guilherme), Elicarlos (Henrique), Marquinhos Paraná e Wagner; Marcinho e Marcelo Moreno
Técnico: Adilson Batista

Atlético
Juninho; Coelho (Xaves), Leandro Almeida, Vinícius e Agustín Viana (Renan); Rafael Miranda, Márcio Araújo, Gérson e Danilinho; Marques e Eduardo (Marinho)
Técnico: Geninho

Data: 4/5/2008 - domingo
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 39.197 pagantes
Renda: R$ 732.420
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Assistentes: Roberto Braatz (PR) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Cartões amarelos: Thiago Heleno (Cruzeiro); Coelho, Agustín Viana, Rafael Miranda (Atlético)
Cartões vermelhos: Renan e Danilinho (Atlético); Charles (Cruzeiro)
Gols: Marcelo Moreno, aos 30min do segundo tempo

Fonte: (Brazilian Times)