Publicado em 7/08/2008 as 12:00am

Cruzeiro quer quarta vitória seguida no Mineirão

Time pode atingir metade da pontuação necessária para se conquistar o título

O Cruzeiro enfrenta o Internacional nesta quinta-feira, às 20h30, no Mineirão, empenhado em conquistar a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro depois de superar de forma convincente Fluminense (f), Náutico (c) e Flamengo (f). O novo triunfo levaria o time mineiro a 36 pontos, aproximadamente a metade do que é necessário para se chegar ao título.

O torcedor cruzeirense tem motivos para ir a campo, e o fará. A equipe tem o segundo melhor aproveitamento do Brasileirão como mandante, com 81,48%, e enfrenta um Internacional com rendimento de 22,22% como visitante. A única vitória dos gaúchos fora do Beira-Rio foi na rodada anterior, sobre o Fluminense, no Maracanã.

Independentemente de números e do passado na competição, o Cruzeiro prega respeito total ao Internacional, um adversário dos mais tradicionais e com o qual fez duelos históricos. A preocupação de Adílson é tanta que a formação de ataque só foi definida depois que Tite montou o Colorado.

Rômulo e Weldon brigam pela titularidade ao lado de Guilherme. O vencedor da concorrência será anunciado só no vestiário, como de costume. Wanderley, contratado junto à Ponte Preta, deve ficar no banco pela primeira vez e pode estrear na etapa final, já que agrada muito ao técnico.

Além dessa dúvida na frente, o Cruzeiro está indefinido no meio-campo. O armador Wagner não treinou com bola esta semana em função de uma torção no joelho direito sofrida contra o Flamengo. Gérson Magrão e Camilo são as alternativas na criação.

A boa notícia foi a recuperação do volante Fabrício. Ele esteve fora dos dois últimos jogos por conta de um estiramento muscular na panturrilha direita. A volta dele permitirá a Adílson Batista deslocar o curinga Marquinhos Paraná para a lateral direita, onde o volante Elicarlos jogou improvisado contra Náutico e Flamengo.

Para vencer o Internacional, o Cruzeiro conta com a boa fase de Guilherme, artilheiro do Brasileirão com dez gols. Ele marcou sua presença nos três últimos jogos e já pensa grande. “A prioridade é o título, mas claro que é bom estar entre os principais artilheiros”.

O funcionamento perfeito da defesa também será fundamental, ainda mais contra um adversário que conta com a velocidade de Nilmar e o bom jogo aéreo. Em meio à euforia pelos bons resultados adquiridos recentemente, Adílson Batista chama atenção para falhas coletivas de marcação. “Foram alguns erros nossos. Nem vou colocar como mérito do adversário”, criticou.

Nesse clássico nacional, Adílson pediu que o torcedor jogue junto com o time. Serão cerca de 40 mil vozes contra os gaúchos, que somam 25 pontos no Brasileirão. Paciência será fundamental, pois o técnico Tite congestionou o meio-campo colorado com quatro volantes: Edinho, Magrão, Guiñazú e Rosinei. Na frente, Nilmar terá a companhia de Adriano. Por sorte do Cruzeiro, o meia Alex está contundido e os últimos reforços contratados estão sem condição legal de atuar: Daniel Carvalho e D’Alessandro

Fonte: (Superesportes)