Publicado em 18/09/2008 as 12:00am

Ziza Valadares renuncia à presidência do Atlético

O presidente Ziza Valadares renunciou à presidência do Atlético no final da manhã desta quinta-feira. O dirigente convocou uma entrevista coletiva e anunciou a sua decisão de deixar o comando do clube.

O presidente Ziza Valadares renunciou à presidência do Atlético no final da manhã desta quinta-feira. O dirigente convocou uma entrevista coletiva  e anunciou a sua decisão de deixar o comando do clube.

Muito pressionado pela torcida alvinegra, insatisfeita com o pífio centenário do Galo, ele foi ameaçado recentemente por meio de uma carta anônima, deixada na garagem de sua casa.

Com a saída de Ziza, o cargo terá que ser ocupado por um dos vices do clube. Renato Salvador já foi contactado e disse que não aceita a missão. Se nenhum vice-presidente aceitar o cargo, João Batista Ardizoni, presidente do Conselho Deliberativo, poderá assumir a presidência ou convocar uma reunião para buscar uma solução para o futuro alvinegro.

Semana tumultuada

A semana atleticana foi marcada pelo anúncio do ex-presidente informando uma dívida de R$ 21 milhões com a  empresa WRV, que terá que ser quitada por determinação da Justiça.

O clube havia conseguido a suspensão do pagamento, mas
a liminar foi cassada. O valor refere-se ao empréstimo, tomado em 2000, durante a administração de Nélio Brant, para a renovação dos contratos do então atacante Guilherme e do zagueiro Cláudio Caçapa.

O mais recente problema no Atlético foi a notícia de que o Ministério Público Estadual vai investigar parcerias que podem ter sido lesivas ao clube. As irregularidades apontadas referem-se às parcerias com o CRB-AL e o Democrata-GV firmadas no ano passado.

Ao entregar a carta de renúncia, Ziza explicou os motivos de sua saída e disse que a investigação do Ministério Público não o preocupa e não foi o motivador da renúncia.

"Estou absolutamente despreocupado, encaminhei tudo para o Ministério Público. Não tenho nenhuma preocupação em relação a isso. Me preocupo muito mais com o movimento que é absolutamente orquestrado, e nós sabemos por quem, por pessoas do Conselho (Deliberativo), que têm a ousadia de mandar uma carta para a minha casa, me ameaçando. É uma pessoa do nosso Conselho Deliberativo. Me preocupo com as torcidas organizadas que entram aqui no Atlético para quebrar o patrimônio do Atlético, para me ameaçar", disse o já ex-presidente.

Ziza afirmou também que o medo não o moveu nesta decisão, mas disse que não poderia compactuar mais com ameças aos seus familiares.

"Nunca tive medo, continuo sem medo nenhum, mas resolvi fazer aquilo que aqueles que acham que têm condições de administrar o Atlético venham administrar. Estou entregando agora uma carta de renúncia ao presidente do conselho, porque, apesar de tudo que fiz pelo Atlético, de todo o meu empenho, de dois anos e sete meses de muita dedicação ao Atlético, os doidos varridos vêm aqui agora e podem administrar".

Fonte: (Superesportes)