Publicado em 26/10/2009 as 12:00am

Seis times estão embolados na briga pelo Brasileirão 2009

Candidatos ao título aproveitam tropeço do Palmeiras, vencem seus jogos e deixam imprevisível a disputa pela taça do Brasieirão-2009


A reta final do Brasileirão 2009 virou a mais emocionante da história dos pontos corridos. A rodada do fim de semana terminou com seis times embolados na briga pelo título nacional. A diferença entre o líder Palmeiras (54) e o sexto colocado Cruzeiro (48) é de apenas seis pontos. É a menor distância entre os seis primeiros nessa altura da competição desde 2003, quando a fórmula de disputa atual passou a ser utilizada.

Para se ter uma idéia do equilíbrio, no ano passado a diferença era de dez pontos entre o Grêmio (1º, com 59) e o Botafogo (6º, com 49). Em 2007, a distância era de 16 pontos (São Paulo 64 x 48 Fluminense) e em 2006 chegava a 14 (São Paulo 63 x 49 Paraná).

Qualquer um dos seis times pode chegar ao próximo domingo na liderança do campeonato. E a rodada de quarta-feira marca o primeiro dos quatro confrontos diretos entre os postulantes: São Paulo e Inter vão se enfrentar no Morumbi.
Dos seis candidatos ao título, apenas o líder Palmeiras não venceu na rodada. O tropeço contra o Santo André por 2 a 0, na quarta-feira, era a senha para que os perseguidores se animassem. Um a um, os adversários do Palmeiras foram vencendo seus jogos da 31ª rodada. No sábado, o Atlético-MG bateu o Vitória por 1 a 0. Nos jogos das 16h de domingo, o Santos bateu o São Paulo por 4 a 3 na Vila e o Inter derrubou o Grêmio por 1 a 0 no Beira-Rio. Para encerrar, nos jogos das 18h30m, o Flamengo fez 1 a 0 no Botafogo no Engenhão e o Cruzeiro derrubou o Corinthians no Pacaembu pelo mesmo placar.

O Goiás, que era o sexto colocado, tropeçou no Fluminense no Serra Dourada, perdeu uma posição e boa parte da esperança que tinha de brigar pela taça.

Dos seis candidatos, apenas dois dependem de suas próprias forças para conquistar o título. O Palmeiras, apesar de ter perdido seus três últimos jogos, garante o título se vencer os sete jogos restantes. O Galo também tem esse privilégio, já que vai enfrentar o Palmeiras em confronto direto na penúltima rodada, no Palestra Itália.

Dos seis, o Galo é quem tem o caminho teoricamente mais complicado. Terá confrontos diretos com três concorrentes ao título (Palmeiras, Inter e Flamengo), além de um jogo contra o Goiás, que luta pela Libertadores. O Cruzeiro é o único dos candidatos que não terá confrontos diretos com outros que brigam pelo título. Cinco jogos serão contra times que lutam contra a degola e dois contra adversários que brigam apenas por um lugar na Sul-Americana.

Fonte: (G1)