Publicado em 18/11/2009 as 12:00am

Cantor Gabriel O Pensador ataca de empresário no futebol

São muitos os shows, palestras e viagens por ano, mas Gabriel O Pensador, encontrou espaço na agenda para transformar sua paixão pelo futebol em mais uma frente de trabalho

 

São muitos os shows, palestras e viagens por ano, mas Gabriel O Pensador, encontrou espaço na agenda para transformar sua paixão pelo futebol em mais uma frente de trabalho. Agora, além de se dedicar à música e à literatura, o cantor também ataca de empresário esportivo. 

Tudo começou em uma viagem a Portugal, em que Gabriel conversou com o empresário Jorge Machado sobre a dinâmica do negócio e se interessou. Na época, o músico queria ajudar o filho de uma empregada da família, e acabou levando o rapaz para fazer testes no Flamengo, seu clube de coração.

- Ele (Jorge) viu que eu estava animado para ajudar os garotos e falou para eu organizar uma peneira com ele no Rio. Chamei gente da favela, do asfalto, amigos do futebol, ex-jogadores. Vi que a coisa funcionava bem e comecei a levar a sério – contou. 

O rapper se deu conta que, mesmo sem nunca ter trabalhado diretamente com futebol, tinha uma gama extensa de contatos com profissionais do ramo. Técnicos, empresários e jogadores faziam parte do seu ciclo de amigos, o que facilitou seu ingresso no meio.

- Eu gosto de conversar e gosto de futebol, que é baseado em parcerias. Isso já é um ponto que me ajuda muito. Comecei a conversar com todo mundo, técnicos, diretores que já eram meus amigos, mas com quem nunca tinha pensado em falar sobre negócios, e fui aprender um pouco com cada um.

Apesar da euforia com o novo trabalho, Gabriel garante que está bastante atento e tenta se manter cauteloso. O cantor conta que ainda engatinha no setor e que, muitas vezes, acaba agindo mais pelo coração do que pela razão.

Procuro manter contato com clubes mais confiáveis. Estou investindo muito tempo nisso, dando uma ênfase nesse lado empresário. Nem tudo é grande negócio. Muitas vezes faço algo para arrumar emprego para um cara, botar um garoto para jogar bola, conseguir um status. Estou gostando muito, e vou ficar orgulhoso se tudo der certo. 

A receita do sucesso, ou pelo menos o diferencial em relação à concorrência, Gabriel diz que é a atenção que dá aos meninos. Para ele, a proximidade com os atletas compensa um pouco a falta de experiência no mercado.

- Quando vejo um menino que interessa, fico de olho e falo com o pai. Alguns jogadores não conseguem falar com os empresários porque eles têm muitos atletas, não são acessíveis. Estou tentando ser bem atencioso dentro das condições que tenho.

Carreira de músico

O cantor está conseguindo conciliar o pouco tempo que dispõe pelo fato da turnê do show Cavaleiro Andante estar na reta final, com bem menos apresentações do que quando o álbum foi lançado. Para manter a jornada tripla de músico, palestrante e empresário de futebol no próximo ano, em que lançará um novo CD (já em fase de gravação), Gabriel está montando uma estrutura mais profissional para assessorá-lo. 

- O tempo realmente é um problema, já que viajo muito. Estou dando conta porque estou fazendo menos shows, mas já estou montando um esquema com mais pessoas para me ajudar. São pessoas jovens, mas experientes.

Fonte: (G1)