Publicado em 4/07/2011 as 12:00am

Astros da C. América, Neymar e Messi estreiam mal; veja números

De um lado, o melhor jogador do mundo. Do outro, uma das maiores promessas do futebol mundial da atualidade. Rivalidade a parte, o argentino Lionel Messi e o brasileiro Neymar decepcionaram na estreia da Copa América 2011. Seria o peso da camisa da seleçã

De um lado, o melhor jogador do mundo. Do outro, uma das maiores promessas do futebol mundial da atualidade. Rivalidade a parte, o argentino Lionel Messi e o brasileiro Neymar decepcionaram na estreia da Copa América 2011. Seria o peso da camisa da seleção? Ou, sob os holofotes, muita marcação e dificuldades em mostrar o futebol-arte que tem conquistado fãs ao redor do planeta?

O certo é que ambos iniciaram com empates ruins e sob críticas de torcedores argentinos e brasileiros. Enquanto Messi sofreu diante da fraca Bolívia (1 a 1), Neymar estreou em competições oficiais com a Seleção Brasileira principal em um empate sem gols contra a modesta Venezuela neste domingo.

Messi e Neymar encontraram muitas dificuldades para chegar ao gol adversário. O argentino arriscou duas vezes ao gol, levou pouco perigo, assim como Neymar, que teve duas oportunidades, mas falhou em ambas, segundo dados do Footstats.

A maneira de atuar difere o argentino do brasileiro. Messi, que carrega mais a bola, deu oito dribles contra a Bolívia, enquanto Neymar tentou chamar a atenção com sua ginga contra os venezuelanos. Foram 25 dribles, mas pouco efetivos. Resultado: nenhuma assistência da dupla para gols (Agüero fez para a Argentina, enquanto o Brasil não balançou a rede).

Em alguns lampejos, Neymar foi mais dedicado. Comparado a Messi, teve mais tempo com a bola nos pés e tentou desarmar o adversário. O argentino pouco se preocupou com a marcação. Neymar, ao contrário do que vinha ocorrendo pelo Santos, não foi perseguido. Sofreu apenas duas faltas da Venezuela. Já Messi foi para o embate, parado cinco vezes.

Futuro

Brasil e Argentina terminaram a primeira rodada com um ponto. A diferença? A seleção de Mano Menezes, pentacampeã do mundo, está longe de seu País, mas tem apenas oito títulos contra 14 dos argentinos. Já a equipe liderada por Sergio Batista atuará agora sob a pressão da torcida para conquistar o 15º título da Copa América, ultrapassando o Uruguai (14).

Pelo Grupo A, a Argentina, após empatar com a Bolívia, tentará os três pontos contra Colômbia (dia 6) e Costa Rica (dia 11). No Grupo B, o Brasil tenta se recuperar do tropeço contra a Venezuela (0 a 0) no dia 9, quando encara o Paraguai. Depois, no dia 13, joga contra o Equador.

Resta ao torcedor esperar os próximos jogos de Neymar e Messi, que em dezembro podem se encontrar na final do Mundial de Clubes atuando, respectivamente, por Santos e Barcelona. Antes, precisam mostrar mais por suas seleções.

Veja os números de Neymar e Messi na estreia da Copa América

Finalizações
Neymar - 2 (erradas)
Messi - 3 (2 certas, 1 errada)


Neymar - 2 (erradas)
Messi - 3 (2 certas, 1 errada)

Dribles
Neymar - 25 (18 certos, 7 errados)
Messi - 8 (5 certos, 3 errados)


Neymar - 25 (18 certos, 7 errados)
Messi - 8 (5 certos, 3 errados)

Passes
Neymar - 57 (47 certos, 10 errados)
Messi - 54 (49 certos, 5 errados)


Neymar - 57 (47 certos, 10 errados)
Messi - 54 (49 certos, 5 errados)

Cruzamentos
Neymar - 3 (1 certo, 2 errados)
Messi - 1 (errado)


Neymar - 3 (1 certo, 2 errados)
Messi - 1 (errado)

Perdas de bola
Neymar - 15
Messi - 15


Neymar - 15
Messi - 15

Posse de bola
Neymar - 3min20s
Messi - 2min14s


Neymar - 3min20s
Messi - 2min14s

Faltas
Neymar - 2 (recebidas)
Messi - 8 (5 recebidas, 3 cometidas)


Neymar - 2 (recebidas)
Messi - 8 (5 recebidas, 3 cometidas)

Desarmes
Neymar - 3 (certos)
Messi - 0


Neymar - 3 (certos)
Messi - 0

Fonte: terra.com.br