Publicado em 7/07/2011 as 12:00am

Ataque nulo, saída de Lucas e defesa exposta derrubam São Paulo

Não é por acaso que o São Paulo amargou sua terceira derrota consecutiva. Sobram justificativas entre jogadores e comissão técnica para explicar por que o time sofreu queda vertiginosa de produção, refletida no revés diante do Flamengo, 1 a 0, no Engenhão

Não é por acaso que o São Paulo amargou sua terceira derrota consecutiva. Sobram justificativas entre jogadores e comissão técnica para explicar por que o time sofreu queda vertiginosa de produção, refletida no revés diante do Flamengo, 1 a 0, no Engenhão, pela oitava rodada do Nacional.

O ataque tricolor parou de produzir. São três jogos em branco, derrocada iniciada justamente após a saída de Lucas, convocado para a seleção brasileira, que disputa a Copa América.

"É difícil, a gente está tentando, mas não estamos conseguindo", disse Marlos ao site oficial do clube.

A defesa também passou por processo intenso de involução. O São Paulo deixou de ser referência na zaga para ser vista como uma “mãe” aos adversários. Nos cinco jogos iniciais, a equipe havia sofrido apenas um gol. Mas os três jogos recentes foram trágicos: oito gols sofridos – Corinthians 5 a 0, Botafogo 2 a 0 e Flamengo 1 a 0.

“Não é comum vencer cinco jogos seguidos, mas não é comum também perder três vezes seguidas”, resume Rogério Ceni.

O ataque tricolor parou de produzir. São três jogos em branco, derrocada iniciada justamente após a saída de Lucas, convocado para a seleção brasileira, que disputa a Copa América.

"É difícil, a gente está tentando, mas não estamos conseguindo", disse Marlos ao site oficial do clube.

A defesa também passou por processo intenso de involução. O São Paulo deixou de ser referência na zaga para ser vista como uma “mãe” aos adversários. Nos cinco jogos iniciais, a equipe havia sofrido apenas um gol. Mas os três jogos recentes foram trágicos: oito gols sofridos – Corinthians 5 a 0, Botafogo 2 a 0 e Flamengo 1 a 0.

“Não é comum vencer cinco jogos seguidos, mas não é comum também perder três vezes seguidas”, resume Rogério Ceni.

O ataque tricolor parou de produzir. São três jogos em branco, derrocada iniciada justamente após a saída de Lucas, convocado para a seleção brasileira, que disputa a Copa América.

"É difícil, a gente está tentando, mas não estamos conseguindo", disse Marlos ao site oficial do clube.

A defesa também passou por processo intenso de involução. O São Paulo deixou de ser referência na zaga para ser vista como uma “mãe” aos adversários. Nos cinco jogos iniciais, a equipe havia sofrido apenas um gol. Mas os três jogos recentes foram trágicos: oito gols sofridos – Corinthians 5 a 0, Botafogo 2 a 0 e Flamengo 1 a 0.

“Não é comum vencer cinco jogos seguidos, mas não é comum também perder três vezes seguidas”, resume Rogério Ceni.

Fonte: UOL.COM.BR

Top News