Publicado em 13/07/2011 as 12:00am

Pato e Neymar desencantam e Brasil se classifica

O Brasil segue vivo na briga pelo tricampeonato da Copa América. Na noite desta quarta-feira, finalmente Alexandre Pato e Neymar desencantaram, com dois gols cada, e a equipe de Mano Menezes venceu o Equador por 4 a 2, garantindo o primeiro lugar no grupo

O Brasil segue vivo na briga pelo tricampeonato da Copa América. Na noite desta quarta-feira, finalmente Alexandre Pato e Neymar desencantaram, com dois gols cada, e a equipe de Mano Menezes venceu o Equador por 4 a 2, garantindo o primeiro lugar no grupo B e a classificação às quartas de final. O adversário será o Paraguai, domingo, às 16h, em La Plata.

Assim, a seleção nacional afastou o risco de eliminação precoce no torneio continental, o que não ocorre desde 1987. Mais do que isso, a primeira crise na ‘era Mano’ foi evitada, apesar das duas falhas do goleiro Júlio César nos gols do Equador.

O bom desempenho ofensivo compensou os vacilos atrás. Até então ponto forte dos pentacampeões mundiais, o sistema defensivo deixou a desejar, assim como no empate por 2 a 2 com o Paraguai, no último sábado. Julio Cesar falhou no primeiro. No segundo, Caicedo girou sem dificuldades sobre a zaga.

Pela terceira vez em três exibições do Brasil na Argentina, pela Copa América, Mano adotou uma escalação diferente. Maicon ganhou a sua primeira oportunidade e mandou Daniel Alves para o banco, enquanto Robinho voltou a ser titular na vaga de Jadson.

Apesar de ser um atacante de origem, o camisa 7 buscou o jogo mais pelo meio, próximo a Ganso. Neymar e Pato ficaram à frente, com o santista mais pela esquerda e procurando se movimentar. Maicon apoiou com eficiência e foi seguro na defesa, o que não ocorreu com Daniel Alves nos dois confrontos anteriores.

A partida estava chata, alguns torcedores já pegavam no pé de Mano e vaiavam a seleção. Até que aos 28min, um dos alvos das críticas, André Santos, cruzou a bola no primeiro pau, Pato se antecipou à zaga equatoriana e cabeceou com precisão para abrir o placar.

Na comemoração, o camisa 9 desabafou. Deu um pique até a torcida e vibrou bastante, pulando e batendo a mão no peito. O centroavante do Milan encerrou um jejum de nove meses sem balançar as redes com a amarelinha.

O gol fez bem ao time de Mano Menezes, que quase ampliou em uma bela jogada de Robinho e Maicon pela direita, aos 36min. O camisa 13 foi ao fundo e rolou para trás. Robinho bateu de primeira e carimbou a trave.

O castigo, porém, aconteceu no minuto seguinte. Caicedo chutou de fora da área, a bola foi rasteira e passou por baixo de Julio Cesar, que falhou no lance. E os equatorianos quase viraram aos 45min, com um chute de Arroyo, da entrada da área. Julio Cesar voou com estilo e espalmou.

Os dois times voltaram com tudo para a etapa final. Logo aos 4min, Neymar recebeu de Ganso e bateu no canto. Mais uma vez o Brasil estava melhor depois do gol e pressionava, quando Caicedo dominou na entrada da área e bateu no canto de Julio Cesar.

A resposta dos pentacampeões mundiais foi rápida, aos 16min. Após bela troca de passes pelo meio, Neymar arriscou o arremate de longe. O goleiro Elizaga soltou e Pato aproveitou o rebote para fazer 3 a 2. A superioridade brasileira culminou com o quarto gol aos 27min, quando Maicon, um dos melhores em campo, foi ao fundo e cruzou rasteiro. Neymar surgiu na pequena área e desviou para o gol.

Fonte: UOL.COM.BR