Publicado em 5/08/2011 as 12:00am

Após vitória, Ceni isenta Adilson por tropeços e pede postura 'mais firme' em casa

Minutos após a tranquila vitória sobre o Bahia por 3 a 0, no Morumbi, a primeira como mandante de Adilson Batista, Rogério Ceni tratou de isentar o técnico pelos dois tropeços seguidos em casa. O goleiro e capitão da equipe paulista 'culpou' o próprio ele

Minutos após a tranquila vitória sobre o Bahia por 3 a 0, no Morumbi, a primeira como mandante de Adilson Batista, Rogério Ceni tratou de isentar o técnico pelos dois tropeços seguidos em casa. O goleiro e capitão da equipe paulista ‘culpou’ o próprio elenco e pediu uma postura ‘mais firme’ par evitar outros resultados negativos em seu estádio.

Antes da vitória sobre os nordestinos, Adilson Batista contabilizava duas decepções em casa. Havia estreado à frente da equipe com um surpreendente empate contra o Atlético-GO. Depois, no domingo passado, caiu diante do Vasco por 2 a 0.

"Nosso problema não é treinador. Nós, jogadores, temos de evoluir, ser mais participativos. Podemos trocar dez treinadores, que, às vezes, nada muda. A culpa é nossa dentro de campo, minha, dos outros", comentou Rogério Ceni.

"Temos de ter uma postura firme, principalmente no Morumbi. Às vezes, não temos competitividade necessária. Estamos esperando as coisas cair do céu. Precisamos ditar o ritmo do jogo. E o Adilson [Batista] vem fazendo um belo trabalho no São Paulo", concluiu.

Com a vitória, o São Paulo aparece na terceira colocação, agora com 28 pontos, apenas três a menos que o líder Corinthians. No domingo, pega o Avaí, em Florianópolis.

Fonte: UOL.COM.BR