Publicado em 18/08/2011 as 12:00am

Corinthians reage e tem jogo em casa para conquistar recorde e 1º turno

Depois da turbulência, o Corinthians reagiu. O bom futebol apresentado durante o segundo tempo foi suficiente para fazer três gols e virar sobre o Atlético-MG, na noite da última quarta-feira. O triunfo por 3 a 2 mantém a equipe de Parque São Jorge na lid

Depois da turbulência, o Corinthians reagiu. O bom futebol apresentado durante o segundo tempo foi suficiente para fazer três gols e virar sobre o Atlético-MG, na noite da última quarta-feira. O triunfo por 3 a 2 mantém a equipe de Parque São Jorge na liderança e com chances de registrar o recorde de aproveitamento no primeiro turno do Brasileiro, durante a era dos pontos corridos (de 2003 para cá).

O time do técnico Tite soma 37 pontos e pode chegar a 43, caso vença o Figueirense sábado, às 18h, no Pacaembu, e o clássico contra o Palmeiras, dia 28, às 16h, em Presidente Prudente. São os dois últimos compromissos antes de o campeonato atingir a sua metade.

Caso some os 43 pontos na 19ª rodada, o que equivale a 75,4% de aproveitamento, o Corinthians superará os 41 pontos obtidos pelo Grêmio no primeiro turno de 2008 (desempenho de 71,9%).

Tite já afirmou que o objetivo é fechar a 19ª rodada acima dos 40 pontos. Por isso, bater o Atlético fora de casa foi de suma importância. Ainda mais que nas seis partidas anteriores ocorreram três empates, duas derrotas e apenas uma vitória.

Ao ser questionado se foi o triunfo mais difícil no certame, o técnico gaúcho respondeu. “Foi. Se não foi o mais, foi um dos mais, porque tivemos de transformar um placar de 2 a 0, dentro da casa do adversário.”

O principal nome do duelo com o Atlético foi Emerson Sheik. O atacante entrou após o intervalo, balançou a rede uma vez, sofreu dois pênaltis e desviou a bola que caiu nos pés de Liedson para o gol da virada.

“É uma partida que me dá confiança e crédito", decretou o atleta de 32 anos, que estava em baixa com a torcida.

Na última terça-feira, antes da viagem a Minas, Tite afirmou que as cobranças pelos maus resultados eram conseqüência do início arrasador durante as dez primeiras rodadas, quando o Corinthians venceu nove vezes e empatou uma (aproveitamento de 93,3%). “Criamos um monstro”, definiu, na ocasião.

“O Tite citou bem, criamos um monstro. Aquilo ali dificilmente poderia se manter. Agora vamos usar todos os jogadores e aproveitar uma vitória como essa, saindo atrás no placar, porque dá confiança. Tem clubes com jogadores e técnicos de qualidade encostando”, opinou Sheik.

Fonte: UOL.COM.BR