Publicado em 26/08/2011 as 12:00am

Mayra conquista bronze e Brasil quebra recorde de medalhas no Mundial

A gaúcha Mayra Aguiar ajudou o Brasil a quebrar um recorde no Mundial de Paris. Nesta sexta-feira, ela bateu a alemã Heide Wollert na decisão da medalha de bronze dos 78kg e conquistou a quinta medalha brasileira na competição. O resultado supera o número

A gaúcha Mayra Aguiar ajudou o Brasil a quebrar um recorde no Mundial de Paris. Nesta sexta-feira, ela bateu a alemã Heide Wollert na decisão da medalha de bronze dos 78kg e conquistou a quinta medalha brasileira na competição. O resultado supera o número de medalhas dos Mundiais do Rio de Janeiro, em 2007, e de Tóquio, em 2010, quando o time verde-amarelo voltou com quatro pódios.

Em Paris, a medalha de Mayra se junta a duas pratas e outros dois bronzes. Leandro Cunha (66kg) e Rafaela Silva (57kg) foram vice-campeões e Leandro Guilheiro (81kg) e Sarah Menezes (48kg) terminaram em terceiro lugar, como a judoca gaúcha.

Apesar do maior número de medalhas, as conquistas de 2007 e 2010 ainda superam 2011. No Rio de Janeiro, foram três medalhas de ouro (João Derly, Tiago Camilo e Luciano Correa), além de um bronze (João Schlittler). Em Tóquio, foram três pratas (Cunha, Mayra e Guilheiro) e um bronze (Sarah).

Para chega à decisão do bronze, Mayra eliminou a camaronesa Hortence Atangana, a alemã Luise Malzahn e a húngara Abigel Joo e perdeu para a japonesa Akari Ogata.

Pessanha supera Camilo

Tiago Camilo, dono de duas medalhas olímpicas e um título mundial, foi eliminado nas quartas de final dos 90kg. Sétimo colocado no ranking, ela venceu três lutas (o alemão Aaron Hildebrand, o senegalês Tabane Paye e o sul-coreano Dae-Nan Song), mas caiu no quarto combate. Contra o ucraniano Valentyn Grekov, três vezes campeão europeu, perdeu por um waza-ari.

Melhor para Hugo Pessanha, oitavo do ranking e seu rival direto na briga por uma vaga nas Olimpíadas de Londres, no ano que vem. Os dois disputam, ponto a ponto, a liderança brasileira na lista FIJ. Pessanha também ficou fora do pódio, mas chegou à repescagem e terminou em sétimo lugar. Ele perdeu para o grego Ilias Iliadis, líder do ranking mundial, campeão olímpico e mundial, nas quartas de final, e para o sul-coreano Kyu-Won Lee, campeão mundial de 2009, na repescagem. Com os pontos do Mundial de Paris, Hugo deve passar Camilo no ranking mundial – a diferença, antes de Paris, era de apenas dois pontos.

Maria Portela foi a outra brasileira a lutar no dia. Com duas punições, ela perdeu para Rasa Sraka, da Eslovênia, nas oitavas de final na categoria até 70 kg. 

Fonte: UOL.COM.BR