Publicado em 15/09/2011 as 12:00am

Capitão Fábio cobra "atitude de homem" e identifica falta de motivação

O goleiro Fábio, capitão do Cruzeiro, identifica a falta de concentração e motivação como obstáculos à equipe, que faz campanha ruim no Brasileirão, e cobrou "atitude de homem" de todo o elenco. Contra o América-MG, no próximo domingo, às 18h, na Arena do

O goleiro Fábio, capitão do Cruzeiro, identifica a falta de concentração e motivação como obstáculos à equipe, que faz campanha ruim no Brasileirão, e cobrou “atitude de homem” de todo o elenco. Contra o América-MG, no próximo domingo, às 18h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o time celeste tentará sua primeira vitória no returno da competição. Nos quatro compromissos anteriores, a equipe foi derrotada três vezes e empatou outra.

“O momento que a gente ainda está vivendo, é um momento em que com uma vitória dará tranquilidade maior para que a gente possa almejar coisas melhores. No meu ponto de vista o que falta é concentração, motivação, e isso não pode faltar aqui”, comentou Fábio, um dos líderes do elenco celeste.

Segundo ele, se não tiver concentração e motivação, os resultados não virão. “Sem isso, não interessa quem está vestindo a camisa, não interessa a qualidade do atleta, a equipe não vai conseguir os resultados”, destacou o goleiro cruzeirense, que se recuperou da concussão cerebral, que o afastou do último jogo do Cruzeiro, sábado passado, na derrota para o Santos, por 1 a 0.

Fábio disse que a equipe precisa se dedicar, se entregar mais e se motivar cada vez mais. “Não só com palavras, mas motivação interna que cada um tem que ter, aproveitar a oportunidade de jogar. Isso é que faz um jogador diferenciado, que joga acostumado a ter pressão”, salientou.

De acordo com Fábio, para jogar no Cruzeiro tem que ter a capacidade de resistir à pressão e superar um momento difícil. “Temos condições de superar isso e ter essa vibração de equipe vencedora”, afirmou o goleiro, que cobra personalidade para jogar no Cruzeiro. “Não está tendo isso, essa dedicação, essa vibração, esse comprometimento com a camisa e com o clube, é preciso colocar isso novamente para vencer”, acrescentou.

Em 14º lugar no Brasileiro, com 28 pontos, o Cruzeiro está a quatro pontos da primeira equipe na zona de rebaixamento, o Bahia, e enfrentará o lanterna América. “A gente não está conseguindo jogar de forma positiva, não está tento aquele prazer de jogar de ter gana de sempre entrar em campo”, destacou.

Fábio cobrou “atitude de homem e de vencedor”, de todos os jogadores do elenco. “Independente de idade e nome, tem de querer jogar, independente de quem a gente vai enfrentar. Eu sempre falo isso com os jogadores, quem está aqui tem que estar com vontade para ter identificação com o clube. Quem não tem, precisa pedir para embora”, concluiu. 

Fonte: UOL.COM.BR