Publicado em 27/09/2011 as 12:00am

Diego Souza revela mágoa com Dunga por "furada" na Bolívia e valoriza chance

Com o status de grande jogador da temporada 2011 no Brasil até o momento, Diego Souza quer começar na quarta-feira diante da Argentina a virar sua imagem dentro da seleção, marcada por infelizes 45 minutos em um jogo de eliminatórias da Copa na altitude d

Com o status de grande jogador da temporada 2011 no Brasil até o momento, Diego Souza quer começar na quarta-feira diante da Argentina a virar sua imagem dentro da seleção, marcada por infelizes 45 minutos em um jogo de eliminatórias da Copa na altitude de La Paz, na Bolívia.

Naquela oportunidade, em 11 de outubro de 2009, o meia atravessava bom momento com a camisa do Palmeiras e teve a chance de Dunga de sair jogando diante dos bolivianos, na derrota por 2 a 1.

Mas, em condições de competição tradicionalmente adversas a brasileiros e demais visitantes de La Paz, não conseguiu render. Depois, nunca mais foi aproveitado em campo pelo então técnico da seleção. Hoje mais uma vez por cima, Diego Souza admite uma certa mágoa em relação a sua oportunidade anterior.

“A gente fica chateado, ter uma chance como aquela. Mas é passado. Agora é pensar que volto à seleção em um momento mais favorável”, afirmou o jogador do Vasco da Gama em Belém, palco do amistoso com a Argentina na quarta.

Mesmo preterido por Dunga com uma amostra de apenas um tempo de jogo na altura boliviana, Diego Souza diz que o episódio teve sua conotação positiva para a sequência de sua carreira.

“Aquele momento me trouxe mais experiência. Acabou sendo muito bom para poder aprender”, declarou o meio-campo.

Diego Souza soma quatro convocações pela seleção brasileira, já contando o chamado de Mano para o confronto com a Argentina. Na liderança da temporada do Vasco, campeão da Copa do Brasil e líder isolado da Série A, diz que mais importante do que jogar na quarta é se manter no grupo.

“O momento é de todos que estão aqui, não só meu”, afirmou o jogador do Vasco antes do treino da seleção nesta segunda no estádio do Mangueirão, em Belém. “Estou muito feliz [de estar aqui]. A expectativa é jogar, buscar uma sequência na no grupo”, acrescentou.

Na segunda, o vascaíno também manifestou sua preocupação de mudar a imagem de um jogador de carreira inconstante, que alterna grandes fases com momentos apagados. Desde a sua última convocação, Diego Souza experimentou um instante de baixa, deixando o Palmeiras brigado com a torcida e depois encarando uma passagem apagada pelo Atlético Mineiro.

Hoje, nas mãos de Ricardo Gomes, conseguiu reerguer seu futebol. Aos 26 anos, Diego experimenta uma nova fase goleadora, atuando quase como um atacante em algumas circunstâncias táticas de partidas do Vasco. 

Fonte: UOL.COM.BR

Top News