Publicado em 2/10/2011 as 12:00am

Brasileiro sofre nocaute após levar mais de 20 socos seguidos no UFC

O brasileiro Rafaello Oliveira, mais conhecido como Trator, foi nocauteado por Yves Edwards, das Bahamas, na noite deste sábado, em luta válida pelo card preliminar do UFC Live 6, em Washington DC. Já na última luta do card principal, o norte-americano Do

O brasileiro Rafaello Oliveira, mais conhecido como Trator, foi nocauteado por Yves Edwards, das Bahamas, na noite deste sábado, em luta válida pelo card preliminar do UFC Live 6, em Washington DC. Já na última luta do card principal, o norte-americano Dominick Cruz confirmou o favoritismo diante do seu compatriota Demetrious Johnson, venceu por decisão unânime, e manteve o cinturão do peso galo.

Único representante do Brasil no evento, Trator até iniciou bem o combate, arriscando golpes com as pernas e socos na cabeça de Edwards, que chegou a ir ao chão. No entanto, o lutador das Bahamas, que apresentava até então apenas socos na região da cintura, resolveu reagir e acertou uma boa joelhada no brasileiro.

No segundo round, Rafaello parecia dominar a luta, mas foi surpreendido e acabou indo ao chão ao levar um direto de direita que acertou em cheio seu rosto. O pernambucano tentou continuar lutando, mas levou um chute na cabeça, caiu e acabou sofrendo uma sequência de mais de 20 socos antes do árbitro Mário Yamasaki decretar o nocaute, após 2min44s de luta no segundo round.

Com a segunda derrota seguida, Trator chega ao quarto revés no UFC, competição na qual saiu vitorioso apenas uma vez. Em eventos de MMA, o pernambucano tem um cartel de 14 vitórias e cinco derrotas, enquanto Edwards ostenta 41 vitórias em 59 lutas.

No principal confronto da noite, Cruz teve que explorar as suas habilidades em luta olímpica para neutralizar a agilidade do rival. Explorando a luta no chão, o campeão do peso galo até tentou finalizar o adversário por algumas vezes, mas Johnson conseguiu deixar a decisão nas mãos dos juízes, que definiram a vitória de Cruz por unanimidade.

Com o triunfo, Cruz já soma 12 vitórias em 20 lutas na carreira. O confronto, porém, foi apenas o segundo do americano pelo UFC, já que antes ele lutava pelo WEC, evento incorporado recentemente pelo UFC.

Fonte: UOL.COM.BR