Publicado em 13/02/2012 as 12:00am

Corinthians explora falhas na direita, vence o São Paulo e comemora "volta do freguês"

Ao som de "o freguês voltou"

Ao som de "o freguês voltou" entoado por mais de 26 mil pessoas no Pacaembu, o Corinthians venceu o São Paulo por 1 a 0 com gol de Danilo neste domingo. Nos últimos seis jogos entre eles no Pacaembu, foram seis vitórias corintianas. Desta vez, o time de Tite soube aproveitar as falhas do lado direito do rival, composto pelo improvisado João Filipe, que foi expulso no segundo tempo, e Paulo Miranda, e ainda contou com a péssima partida de Jadson para somar os três pontos. O meia não conseguiu colocar seus companheiros na cara do gol e ainda perdeu pênalti. Não à toa, foi substituído por Fernandinho. Willian José e Lucas também quase não tocaram na bola.

A vitória colocou o Corinthians na vice-liderança, com os mesmos 17 pontos que o Palmeiras, mas com saldo de gols menor. O São Paulo perdeu a invencibilidade, parou nos 14 pontos, e ficou atrás do Guarani, que venceu o Paulista e chegou aos 16. Na próxima rodada, o time de Leão encara o Paulista, e Corinthians visita o São Caetano.

O jogo começou bastante equilibrado e nervoso. Aos 15 minutos, Denis já havia feito uma defesa sensacional em chute de Danilo, Júlio César já havia espalmado tentativa de Cortez de fora da área, e Wellington e Cícero, ambos do São Paulo, já tinham recebido cartões amarelos e não esconderam a irritação pela punição.

O jogo começou a esfriar junto com a forte chuva que aumentava sem parar. Aos 21, quando a tempestade começou a diminuir, Danilo colocou fogo no Pacaembu. Ele subiu mais alto que toda a zaga são-paulina, em cima das costas de João Filipe, e cabeceou de forma certeira, sem chances para Denis, que preferiu não cortar o cruzamento e acabou punido. O Corinthians cresceu bastante após o gol. Aos 25 minutos, Jorge Henrique foi fominha e chutou longe da meta são-paulina.

O lado direito do São Paulo era muito mal composto por Paulo Miranda e João Filipe. E o Corinthians soube aproveitar isso durante o primeiro tempo inteiro. Aos 32 minutos, Fábio Santos passou pelos dois sem nenhuma dificuldade e chutou forte. Denis conseguiu fazer defesa, a bola sobrou quicando em cima da linha, mas Elton chegou depois de Cortez, que afastou o perigo.

Aos 43 minutos, o São Paulo criou a melhor chance. Rhodolfo cabeceou em cruzamento de Jadson, e Ralf salvou em cima da linha. Na continuação do lance, Cortez adiantou a bola e sofreu falta de Alessandro dentro da área. O pênalti poderia levar os times empatados para o intervalo. Jadson, no entanto, errou na batida e colocou por cima do travessão.

Na volta para o segundo tempo, Leão e Tite não mexeram. Dez minutos depois, no entanto, o treinador do São Paulo mudou de maneira brusca de ideia e chamou Fernandinho, Osvaldo e Maicon. Eles entraram nos lugares de Jadson, Willian José e Casemiro. Nem deu tempo do esquema de jogo ser alterado. Isso porque João Filipe foi muito infantil ao chutar Jorge Henrique e foi expulso. "Ele pulou, não fiz nada", disse o zagueiro na saída do jogo.

O Corinthians cresceu muito no jogo após a expulsão. Willian chutou de fora da área aos 18 minutos, e Denis conseguiu fazer boa defesa para manter a diferença mínima no placar. A partir daí, o time do Parque São Jorge passou a fechar bem o meio de campo e só controlar a vitória. A melhor chance do São Paulo veio aos 29 minutos, com chute cruzado de Fernandinho, que parou em boa defesa de Júlio César. A partir de então foi só esperar o relógio correr. A última comemoração da tarde foi a reestreia de Douglas, que entrou no lugar de Danilo, aplaudido de pé.

Fonte: (DA UOL)