Publicado em 11/03/2012 as 12:00am

Ronaldinho marca, é expulso, e Flamengo derrota reservas do Fluminense

Ronaldinho marca, é expulso

O primeiro Fla-Flu do ano de centenário do clássico foi disputado com os dois times desfigurados. O Rubro-negro contou com as estrelas Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love, mas só. No total, nove desfalques. O Fluminense, ao contrário, entrou em campo sem seus principais jogadores, como Thiago Neves, Deco, Fred e Wellington Nem, mas por opção do técnico Abel Braga. No fim das contas, melhor para o Rubro-negro, que venceu por 2 a 0, com gols dos criticados Ronaldinho e Kleberson. O camisa 10 foi expulso no 1º tempo, mas escapou de ser vilão. O volante pentacampeão, grande surpresa de Joel para o clássico, brilhou em seu jogo de estreia na temporada.

O início de jogo foi sonolento, com o jogo concentrado no meio e sem chances de gol de ambos os lados, até que, aos 20min, o lateral Thiago Carleto ignorou uma lição básica no futebol que é não dar carrinho dentro da área e, em uma disputa próxima à linha de fundo, derrubou Galhardo.  O árbitro assinalou pênalti e Ronaldinho Gaúcho deslocou Diego Cavalieri para abrir o placar para o Flamengo, aos 22min. Foi o primeiro gol do craque em 11 clássicos disputados com a camisa rubro-negra.

O Fluminense sentiu o golpe e, dois minutos depois, levou o segundo gol. Magal fez grande jogada pela esquerda e cruzou para a área. Anderson tentou afastar, mas cabeceou no pé de Kléberson, que fuzilou Diego Cavalieri. O volante pentacampeão do mundo, que havia sido afastado pelo ex-treinador Vanderlei Luxemburgo, não atuava pelo Flamengo desde novembro de 2010.

Quando estava com o jogo na mão, o Flamengo, ou melhor, Ronaldinho, decidiu equilibrar as ações ao ser expulso infantilmente após uma sequência de entradas violentas, aos 39min. Só assim, com um jogador a mais, o Fluminense levou perigo real, num chute de Carleto, aos 44min, e em outro de Souza, um minuto depois, muito bem defendidos por Paulo Victor.

O Fluminense voltou para a segunda etapa com dois pratas da casa: o atacante Samuel na vaga de Rafael Sóbis, e o lateral-direito Wallace na de Edinho. E, logo aos 5min, os tricolores quase empataram, numa finalização de Samuel mais uma vez defendida por Paulo Victor.

A garotada de Xerém deu um novo gás ao Fluminense, mas se sobrou transpiração, faltou inspiração e o Tricolor não conseguiu, assim como no primeiro tempo, transformar a sua superioridade em gols. Com um jogador a menos e a vantagem confortável no placar, Joel recuou seu time para jogar nos contra-ataques e aproveitar as falhas da frágil defesa tricolor.

Desta maneira, no melhor estilo Joel Santana, o Flamengo garantiu a vitória e a tranquilidade numa semana importante, já que na quinta-feira, no Engenhão, o Rubro-negro enfrentará o Olimpia-PAR, pela Copa Libertadores.


Fonte: (DA UOL)