Publicado em 25/03/2012 as 12:00am

Borges sai da reserva, desencanta no Paulistão e ajuda Santos a derrotar o Bragantino

Borges sai da reserva, desencanta no Paulistão e ajuda Santos a derrotar o Bragantino

Artilheiro do Brasileirão passado, o atacante Borges não vive um bom momento em 2012. Mas neste domingo, ele saiu da reserva e desencantou no Paulistão, marcando um dos gols da vitória por 2 a 0 do Santos contra o Bragantino na Vila Belmiro.

Borges não balançava as redes no Paulistão havia mais de um mês. Na ocasião, o atacante marcou um dos gols da vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol no dia 18 de fevereiro.

A vitória sobre o Bragantino possibilitou ao Santos se manter na quarta colocação do Paulistão, agora com 30 pontos. O Peixe conseguiu também diminuir a vantagem para o líder – está quatro pontos atrás do São Paulo. Mesmo com a derrota, o Bragantino se manteve no G-8 (oitavo lugar com 23).  

Preocupado com o ritmo desgastante da temporada, o técnico Muricy Ramalho decidiu poupar quatro jogadores no início da primeira etapa: o lateral-direito Fucile, o zagueiro Edu Dracena, o meia Ibson e o atacante Borges.

O Santos começou o jogo sendo pressionado pelo Bragantino, que logo no primeiro minuto criou duas boas oportunidades de abrir o marcador, sendo que em uma delas acertou a trave do goleiro Rafael.

Mas o time da casa, aos poucos, foi se acertando na partida, comandado mais uma vez por Neymar, que protagonizou belas jogadas, assim como Ganso. Em belo lance do camisa 10, Alan Kardec mostrou oportunismo ao completar para o gol e abrir o placar para o Santos.

O Bragantino não se intimidou com o gol sofrido e criou outra boa chance de marcar, mas parou outra vez em cobrança de falta que Rafael nem se mexeu e apenas torceu para a bola não entrar.

Apesar do gol marcado, Alan Kardec furou de forma bisonha duas vezes no primeiro tempo e irritou Muricy Ramalho. Machucado, ele deu lugar a Borges no intervalo – Ibson também entrou na vaga de Henrique.

No segundo tempo, a tarefa ficou muito mais fácil para o Santos depois que o zagueiro Jean Pablo foi expulso após duas faltas seguidas em Neymar. O segundo gol não demorou a sair com Borges, que aproveitou rebote de chute da trave do lateral Maranhão.

Mais solto na partida, Neymar perdeu duas boas chances de decretar uma goleada na Vila Belmiro, prova da superioridade do Santos na segunda etapa. Com o placar controlado, o Peixe cadenciou o ritmo de jogo e saiu do jogo satisfeito com a vitória por 2 a 0.


Fonte: (DA UOL)