Publicado em 26/04/2012 as 12:00am

Conselheiros do Palmeiras alegam "bicho extra" para Galeano e pedem R$ 120 mil de volta

Conselheiros do Palmeiras alegam "bicho extra" para Galeano e pedem R$ 120 mil de volta

Conselheiros do Palmeiras já organizam uma lista de assinaturas para pedir que Marcos Aurélio Galeano, supervisor técnico do time, devolva cerca de R$ 120 mil. Tudo porque, segundo eles, o ex-volante não tem direito a receber o mesmo bicho que outros membros da comissão técnica porque já tem o prêmio estipulado por metas, além do seu salário de R$ 30 mil.

Eles repassaram ao UOL Esporte a folha de pagamento de bichos que comprova que Galeano está entre os membros que recebem. Ainda segundo eles, é fácil identificar quanto ele já recebeu, já que ele emite nota fiscal, por não ser funcionário. O acordo de pagamento de bicho para ele passou a valer desde a chegada de Luiz Felipe Scolari, no meio de 2010.

No Palmeiras, assim como todos os times, a comissão técnica inteira recebe bicho pelas vitórias e até pelo empate. Todos os jogadores, claro, também recebem o prêmio que é combinado antes da bola rolar e tudo é creditado no holerite de quem é registrado.

Eventualmente, há acréscimo de acordo com a importância do jogo. A diferença entre o time do Palestra Itália e os outros é que a assessoria de imprensa não é premiada, apesar de viajar em todas as competições.


Fonte: (da uol)