Publicado em 21/06/2012 as 12:00am

Boca Juniors segura empate no Chile e será rival do Corinthians na final

Boca Juniors e Corinthians decidirão o título da Libertadores-12. Nesta quinta-feira, a equipe argentina confirmou sua passagem para a decisão do torneio sul-americano ao segurar um empate sem gols com a Universidad de Chile no jogo de volta da semifinal

Boca Juniors e Corinthians decidirão o título da Libertadores-12. Nesta quinta-feira, a equipe argentina confirmou sua passagem para a decisão do torneio sul-americano ao segurar um empate sem gols com a Universidad de Chile no jogo de volta da semifinal da competição. A partida foi disputada no estádio Nacional, em Santiago.

O Boca Juniors havia construído uma boa vantagem na partida de ida. Com La Bombonera lotada, a equipe argentina derrotou a Universidad de Chile por 2 a 0 com gols de Santiago ‘El Tanque’ Silva e Sánchez Miño. O primeiro jogo da decisão contra o Corinthians será disputado na Argentina; o segundo, em São Paulo.

O time argentino chega pela décima vez a uma decisão de Libertadores e iguala o recorde do Peñarol, até então a equipe que mais vezes havia disputado a final do torneio. O Boca Juniors tentará conquistar seu sétimo título e alcançar o Independiente, atual recordista de taças. Já o Corinthians participa de sua primeira final da competição sul-americana.

Em finais de Libertadores, o Boca Juniors leva vantagem nos duelos contra times brasileiros. A equipe argentina perdeu o título apenas uma vez: em 1963, foi superada pelo Santos. Nas outras quatro ocasiões, ficou com a taça: 1977 (quando enfrentou o Cruzeiro), 2000 (Palmeiras), 2003 (Santos) e 2007 (Grêmio).

Em campo, a Universidad de Chile começou a partida com certo nervosismo. O Boca Juniors explorou a pressa dos donos da casa para assustar aos 8min. Após cruzamento de Mouche pela esquerda, Riquelme pegou de primeira e mandou a bola no travessão. A resposta do time chileno veio aos 24min em cabeçada de Junior Fernandes; o goleiro Orión fez bela defesa.

O Boca Juniors teve outra boa chance de abrir o placar aos 27min. Mouche ficou cara a cara com Johnny Herrera, mas o goleiro pegou o chute. A Universidad de Chile não conseguiu levar perigo a Orión até o intervalo.

Na segunda etapa, a equipe chilena continuava sem inspiração para superar a marcação do Boca Juniors. O jeito foi apostar em lances de bola parada. Em uma delas, Díaz mandou a bola no travessão aos 8min em cobrança de falta. A equipe argentina explorava os contra-ataques, mas pecava nas finalizações.

Outra alternativa para os donos da casa foi arriscar chutes de fora da área. Aos 17min, Díaz bateu com força e exigiu bela defesa de Orión. A Universidad de Chile ainda acertou a trave aos 35min com Ruidíaz. Apesar da pressão chilena, a partida terminou mesmo 0 a 0 e o Boca Juniors selou sua classificação para a final.

Fonte: uol.com.br