Publicado em 22/06/2012 as 12:00am

Com 28ª final em 30 anos, Felipão aceita rótulo de copeiro e mantém adeus após 2012

Luiz Felipe Scolari conseguiu, na noite desta quinta-feira, chegar a mais uma final da sua carreira. Foi a 28ª em 30 anos que comanda diferentes times. Desta vez, com o Palmeiras, na Copa do Brasil, torneio em que já foi campeão em 1998. Por causa dos núm

Luiz Felipe Scolari conseguiu, na noite desta quinta-feira, chegar a mais uma final da sua carreira. Foi a 28ª em 30 anos que comanda diferentes times. Desta vez, com o Palmeiras, na Copa do Brasil, torneio em que já foi campeão em 1998. Por causa dos números, o treinador aceita o rótulo de copeiro e disse que, independentemente de ser ou não campeão, ele sairá no fim de seu contrato, em dezembro de 2012.

"Não (muda nada). O que eu disse, está dito. Nós já conversamos no vestiário e nós já nos entendemos lá dentro", disse Felipão.

O comandante, depois da recusa em permanecer independentemente do título, afirmou que aceita o rótulo de ser um treinador copeiro, apesar de não achar que só sabe disputar este tipo de competição.

"É verdade. São nos campeonatos disputados dessa forma que eu obtive mais resultado na minha carreira e as regras fazem com que muitas vezes nós conseguimos chegar. Eu não me considero copeiro, mas os melhores resultados foram em Copa", completou o gaúcho.

Para chegar à decisão, o Palmeiras empatou na quarta-feira com o Grêmio por 1 a 1 em Barueri - já havia vencido o duelo de ida, em Porto Alegre, por 2 a 0. Assim, a equipe voltará a disputar uma final nacional após 12 anos. A última foi em 2000, quando conquistou a extinta Copa dos Campeões.

No clube, especula-se que o treinador saia após a decisão da Copa do Brasil, independentemente da conquista. Dirigentes afirmam que é necessário um técnico que consiga fazer o planejamento de 2013 após a competição, especialmente com a vaga na Libertadores garantida.

Fonte: uol.com.br