Publicado em 15/07/2012 as 12:00am

Contra o Palmeiras, São Paulo apresenta Ney Franco

Desde que Muricy Ramalho deixou o São Paulo em 2009, o clube abandonou a filosofia de "comando técnico duradouro", amarga jejum de títulos e viu o banco de reserva ser ocupado por vários treinadores diferentes ao longo dos anos. Neste domingo, contra o Pa

Desde que Muricy Ramalho deixou o São Paulo em 2009, o clube abandonou a filosofia de "comando técnico duradouro", amarga jejum de títulos e viu o banco de reserva ser ocupado por vários treinadores diferentes ao longo dos anos. Neste domingo, contra o Palmeiras, em Barueri, o time do Morumbi terá a estreia de Ney Franco, o 14º técnico do clube neste século.

Antes dele, estiveram no comando do clube nos últimos 11 anos os técnicos Vadão, Nelsinho Baptista, Osvaldo de Oliveira, Roberto Rojas, Cuca, Emerson Leão, Paulo Autuori, Muricy Ramalho, Ricardo Gomes, Sérgio Baresi, Paulo César Carpegiani, Adilson Batista e Milton Cruz.

A rotatividade é ainda maior ao observar que Milton Cruz funcionou como tampão em alguns momentos, além de Leão ter treinado o clube em dois períodos neste intervalo de 11 anos.

Muricy Ramalho foi o último a ter longa fase no clube, ficando de 2006 a 2009.

O estreante Ney Franco destaca que não haverá mudanças drásticas na armação do time em relação à deixada por Leão.

Titulares com Leão, os jogadores Denilson, Casemiro, Cicero e Jadson formarão o meio-campo tricolor para o clássico na Arena Barueri.

"As peças são as mesmas, mas a disposição dos jogadores é diferente. Eu gosto de um meio de campo técnico, com volantes que saiam para jogar, mas façam a recomposição rapidamente", informou Ney Franco.

Com o novo treinador, a formação do meio de campo do São Paulo será em losango, com Denilson mais recuado, na proteção à zaga, Casemiro e Cicero abertos pela direita e esquerda, respectivamente, alternando as subidas ao ataque e Jadson mais próximo da dupla de atacantes.

Fonte: uol.com.br