Publicado em 21/08/2012 as 12:00am

Marin diz que Mano fica, mas não o garante até 14

O presidente da CBF, José Maria Marin, descartou nesta terça-feira a possibilidade de tirar o técnico Mano Menezes do comando da seleção brasileira. Segundo Marin, Mano desfruta de sua total confiança e a seleção está no caminho certo rumo a Copa do Mundo

O presidente da CBF, José Maria Marin, descartou nesta terça-feira a possibilidade de tirar o técnico Mano Menezes do comando da seleção brasileira. Segundo Marin, Mano desfruta de sua total confiança e a seleção está no caminho certo rumo a Copa do Mundo de 2014.

"Não há nenhuma razão para cogitar uma mudança neste momento", afirmou Marin, sobre Mano. "Nós estamos no caminho certo."

Segundo Marin, o resultado sempre prevalece no futebol. Entretanto, há algumas vezes em que um time perde, mas satisfaz às expectativas a respeito dele. Isso foi o que aconteceu com a seleção nos últimos jogos, disse Marin.

Para ele, mesmo perdendo a Olimpíada de Londres, a seleção tem mostrado evolução. Mais importante, formou uma base para a disputa da Copa do Mundo, seu objetivo principal. "Nós já temos uma base. Se algum jogador virá para a seleção agora, não haverá surpresa."

A mesma confiança que Marin disse ter em Mano, ele afirmou ter na comissão técnica da seleção e do diretor de seleções da CBF, Andres Sanchez. O presidente da CBF, no entanto, evitou garantir que eles estarão em seus cargos até 2014. "O que eu garanto é que eles terão tranquilidade para continuar trabalhando", disse Marin.

Mano Menezes assumiu a seleção após a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Ele foi contratado após uma tentativa frustrada da CBF de trazer ao comando da equipe o técnico Muricy Ramalho, na época, treinador do Fluminense.

Mano assumiu com a missão de renovar o elenco da seleção e prepará-la para a Copa do Mundo de 2014, que será sediada no Brasil. Os fracassos do time na Copa América, no ano passado, e na Olimpíada de Londres aumetaram a pressão sobre ele.

Fonte: uol.com.br