Publicado em 6/09/2012 as 12:00am

Mano Menezes evita bate-boca e nem cita Romário

Um dia após o deputado federal Romário (PSB-RJ) afirmar que existe um "cartel de convocações" na seleção brasileira, Mano Menezes evitou responder ao ex-jogador. A atitude de não manter um bate-boca público com o "Baixinho" já foi tomada pelo técnico há d

Um dia após o deputado federal Romário (PSB-RJ) afirmar que existe um "cartel de convocações" na seleção brasileira, Mano Menezes evitou responder ao ex-jogador. A atitude de não manter um bate-boca público com o "Baixinho" já foi tomada pelo técnico há duas semanas, quando anunciou a lista de convocados para os amistosos contra África do Sul, nesta sexta-feira, e China, na próxima segunda.

Perguntado sobre as críticas de Romário nesta quinta-feira, Mano Menezes disse que não mudou o seu pensamento em relação ao pronunciamento no dia da última convocação [quando já havia se esquivado do confronto verbal]. O treinador evitou citar o nome do deputado.

"Continuo pensando da mesma maneira, a mesma coisa do dia da convocação, quando já fizeram uma pergunta sobre isso. Continuo pensando a mesma coisa", afirmou o técnico da seleção brasileira.

Na última quarta-feira, através de sua conta no Twitter, Romário criticou o trabalho de Mano Menezes e contestou os critérios de seleção de jogadores do treinador. O ex-atacante mostrou desconfiança também em relação à presença do goleiro Cássio na lista de atletas para os amistosos contra África do Sul, na sexta-feira, e China, na segunda.

"E, agora, o goleiro do Corinthians, que tem seus direitos econômicos ligados a pessoas da Confederação Brasileira de Futebol... após a convocação e alguns jogos pela Seleção, se já não foi, será vendido para o Roma. Quem leva?", escreveu o deputado.

Fonte: uol.com.br