Publicado em 19/02/2013 as 12:00am

Del Bosque critica imprensa por 'guerra' Real x Barça

O técnico da seleção espanhola, Vicente del Bosque, participou de um evento realizado pelo jornal esportivo 'Marca' e aproveitou a presença de jornalistas para criticar a imprensa por sempre tratar os jogos entre Barcelona e Real Madrid como "guerra".

O técnico da seleção espanhola, Vicente del Bosque, participou de um evento realizado pelo jornal esportivo 'Marca' e aproveitou a presença de jornalistas para criticar a imprensa por sempre tratar os jogos entre Barcelona e Real Madrid como "guerra".

"No Real Madrid x Barcelona que vimos há uns dias, os debates que se faziam após o jogo não eram sobre o grande encontro que tínhamos assistido, mas sim às polêmicas desnecessárias de se um tinha ido ao estacionamento, se no campo outro havia feito outra coisa... Sempre buscando o lado ruim do futebol, e não o bom", afirmou o experiente treinador.

Del Bosque também garantiu que não há problemas de relacionamento no elenco da Fúria. "Temos muitos jogadores catalães, bascos... E nunca tive que recordar a ninguém que estamos na seleção espanhola. O melhor exemplo é os três goleiros: um madrilenho, com mais de 100 jogos, outro cordobês, com uns 20, e um catalão, que só jogou uns cinco. Contudo, é o melhor foco da convivência que existe na equipe", falou.

Ex-técnico do Real Madrid, Vicente del Bosque afirmou não ver certo "desprezo" para com ele por parte do clube. "Não acredito que não me valorizem. Se trata do melhor clube do século XX e um dos melhores da atualidade, uma sociedade muito forte e extraordinária. Mantém, junto ao Barcelona, um nível incrível e que nos faz desfrutar do futebol", falou.

E o campeão mundial e europeu também foi questionado sobre José Mourinho e sua personalidade "forte" dentro de campo: "Vários fatores, como o caráter e a personalidade, interveem na hora de dirigir um time. Mourinho parece um técnico muito agressivo. Eu, ao contrário, sou mais calmo. Entre esses dois fatores, talvez os dois extremos, exista um mundo. Mas o mais importante é que o grupo funcione, o resto ao final termina sendo secundário."

Fonte: MSN BRASIL

Top News