Publicado em 26/04/2013 as 12:00am

Pai de mulher envolvida no caso culpa Bernardo: 'Jogador safado'

Seu Aquiles afirma que Dayana Rodrigues jamais se relacionou com meia do Vasco, e que partiu do próprio atleta a confirmação da suposta mentira


A versão da mulher espancada supostamente com Bernardo, em episódio que teria ocorrido na noite de domingo ou de terça-feira, no Complexo da Maré, no Rio, é de que jamais houve relacionamento com o meia do Vasco. O pai de Dayana Rodrigues, seu Aquiles, se pronunciou a respeito nesta sexta e deu a entender que o jogador espalhou a notícia de que ambos estavam juntos, despertando a ira do líder do tráfico local, o Menor P, namorado dela.

- Foi tudo fofoca, mentira, é um jogador safado, minha filha não teve nada com esse cara, isso eu posso te afirmar. Foi tudo por intermédio de fofoca. E esse safado desse jogador confirmou a mentira que criaram, e por isso a minha filha sofreu por causa disso. Uma injustiça, covardia. Estou desde domingo sem me alimentar, sem dormir, à base de calmante. Você sabe que quando acontece uma tragédia com filho, a gente morre junto - disse o pai, à Rádio Tupi.

De acordo com seu Aquiles, Dayana está bem após passar por duas pequenas cirurgias - uma no joelho direito e outra no pé esquerdo. Houve divergência sobre quantos tiros foram disparados, além da tortura: a polícia inicialmente citou sete, ao todo, enquanto a Secretaria Municipal de Saúde diz que foram apenas dois. O delegado responsável pelo caso, José Pedro da Costa e Silva, confirmou o número de cinco disparos. Ela teve alta na quinta-feira.

Fonte: www.globo.com