Publicado em 12/05/2013 as 12:00am

Kléber Gladiador gera nova polêmica no Palmeiras

O temor de que o atacante Kléber retorne ao Palestra Itália voltou a agitar os bastidores do Palmeiras.

Segundo duas fontes, uma ligada à diretoria do alviverde e outra com trânsito no Grêmio, José Carlos Brunoro tornou a negociar a contratação nos últimos 15 dias.

A informação é negada pela diretoria do Palmeiras. Mesmo assim, conselheiros protestam e integrantes do COF (Conselho de Orientação Fiscal) falam em cobrar explicações do presidente Paulo Nobre.

De acordo com as duas fontes, Brunoro procurou o Grêmio para tentar o empréstimo do Gladiador por um ano, ouvindo que o empresário do atleta só aceita a transferência  em definitivo e com um contrato por cinco anos. Kléber teria que receber mais do os cerca de R$ 650 mil atuais.

Ainda segundo os dois relatos, o Palmeiras teria oferecido um contrato de quatro anos, mantendo o salários atual do jogador. A informação também é rechaçada pelo clube.

A assessoria de imprensa palmeirense alega que quando Barcos foi pra Porto Alegre o Grêmio ofereceu Kléber por empréstimo para ser o quinto atleta cedido pelos gaúchos.

O alviverde pagaria metade de seus salários. Porém, Pepe Dioguardi, agente do jogador, não topou o negócio e pediu os cinco anos de contrato. A informação chegou a ser divulgada pelo UOL Esporte na ocasião.

A exigência do contrato de cinco anos encerrou a conversa, e o Palmeiras nunca mais procurou o Grêmio a respeito de Kléber, assegura a assessoria de imprensa.

Os conselheiros que acreditam na nova tentativa reclamam que Brunoro teria tentado fazer uma negociação que no final só ajudaria ao amigo Vanderlei Luxemburgo. O treinador se livraria de Kléber, e o Palmeiras ficaria com um “bonde” para sustentar.

Fonte: www.uol.com