Publicado em 14/05/2013 as 12:00am

Surpreso, mas pronto, Bernard faz coro com Felipão: 'O bicho vai pegar'

Meia-atacante vibra com convocação e evita falar de ausência de Ronaldinho Gaúcho na lista para a Copa das Confederações

Os prognósticos não se comprovaram: apesar de toda a expectativa, a convocação de Ronaldinho Gaúcho para a Copa das Confederações não se confirmou. Mas foi do quarteto ofensivo do Atlético-MG que saiu uma surpresa da lista: Bernard. O jovem, que junto com R10, Jô e Tardelli compõe o “quadrado mágico” do Galo, vai trocar a camisa alvinegra pela verde e amarela durante o torneio em junho.

E a ausência de Ronaldinho não parece preocupar Felipão. Confiante, o técnico afirma que, de toda forma, “o pau vai comer”. E Bernard também prevê vida difícil na competição e faz coro à declaração do comandante.

- Podemos dizer, em outro linguajar, que o bicho vai pegar. Vai ser difícil, então ele está falando que vai ter uma pressão grande em cima de nós, a nossa torcida vai querer ser campeã. Espero uma dificuldade muito grande. Vai ser um torneio muito difícil, seleções como a da Espanha, Itália, nossa chave mesmo é muito difícil. Espero que a gente possa ser feliz. É um torneio no Brasil, preparativo para a Copa do Mundo.

Apesar de o discurso já ser de um jogador ciente das dificuldades que terá pela frente, Bernard foi surpreendido com a convocação. Tanto é que nem tinha se planejado para acompanhar o anúncio de Felipão.

- Estava em São Paulo, na casa de alguns amigos. Estava saindo, entrando no carro, quando começaram a me gritar “Bernard, Bernard”, aí voltei e vi meu nome. Fiquei muito feliz. Depois, meus amigos também começaram a me ligar parabenizando.

A responsabilidade de representar o país em um torneio no próprio território, diante da torcida brasileira, parece não preocupar muito o jogador.

- É uma pressão diferente da de clube, e essa é todo dia, em todos os jogos. E vivi essa pressão no começo da minha carreira, quando precisava entrar em um momento que o time tinha que ser bom, mas não conseguia, quando estava na zona de rebaixamento. Era pressão de todo jogo ganhar. Mas, agora, vou amadurecer ainda mais.

Manda quem pode

Sobre a ausência do companheiro Ronaldinho Gaúcho, Bernard foi político.

- Temos que respeitar. Dentro daquilo que convocou, ele (Felipão) buscou o melhor para a Seleção. Então, fico feliz pela convocação do Réver, mas é complicado falar se é injusto ou não com o Ronaldinho. Respeito totalmente. O que ele escolheu foi o melhor para todos.

Fonte: www.globo.com