Publicado em 10/07/2013 as 12:00am

Marin ignora ameaças de CPI e faz visita aos presidentes do Congresso Comente

Marin ignora ameaças de CPI e faz visita aos presidentes do Congresso Comente


Em meio às ameaças de duas CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que envolvem a CBF, o presidente da entidade José Maria Marin, fez uma visita ao Congresso Nacional na manhã desta quarta-feira para encontros com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

O dirigente foi a Brasília para convidar os dois políticos para serem chefes de delegação da seleção brasileira em dois amistosos.

O encontro com Henrique Eduardo Alves aconteceu pela manhã e na saída, Marin explicou o porquê da ida à capital federal.

"Nós viemos fazer uma visita de cordialidade, de agradecimento pela ajuda e o apoio que os parlamentares sempre deram à seleção brasileira. Viemos aqui também para convidar o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, para chefiar a delegação da seleção brasileira no amistoso contra Portugal, no dia 10 de setembro", disse o presidente da CBF.

Questionado sobre as ameaças de duas CPIs que envolveriam a atuação da CBF, Marin negou que tenha tradado do assunto com o político. "Nós tratamos apenas de futebol, viemos falar só de futebol", afirmou. 

No início da tarde, Marin seria recebido por Renan Calheiros e também o convidaria para chefiar a delegação brasileira em um amistoso.

Há dois pedidos de CPI em tramitação no Congresso. Uma é pedida pelo deputado federal Romário, do PSB-RJ, que quer acesso aos contratos da CBF e já conseguiu as assinaturas necessárias, mas a proposta ainda está na fila aguardando o parecer do presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves.

A outra é sobre os gastos com Copa do Mundo de 2014 e foi pedida pelo deputado IZalci (PSDB-DF) e ainda busca as 198 assinaturas necessárias. Segundo o Blog do Perrone, foram obtidas até a semana passada 185 assinaturas.

Fonte: www.uol.com